Política

Sindetran diz que perda salarial de servidores de MS é de quase 30%

O Sindetran (Sindicato dos Servidores do Detran) é um dos 36 sindicatos convocados para reunião com a SAD (Secretaria de Administração e Desburocratização) às 14h desta segunda-feira (11). As reuniões com os sindicatos acontecem durante todo o dia. Segundo o presidente do sindicato, Octacílio Sakai Junior, essa é a primeira convocação feita pela SAD. “Não […]

Renata Volpe Publicado em 11/05/2020, às 11h36

Reuniões estão sendo realizadas na Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização. (Divulgação)
Reuniões estão sendo realizadas na Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização. (Divulgação) - Reuniões estão sendo realizadas na Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização. (Divulgação)

O Sindetran (Sindicato dos Servidores do Detran) é um dos 36 sindicatos convocados para reunião com a SAD (Secretaria de Administração e Desburocratização) às 14h desta segunda-feira (11). As reuniões com os sindicatos acontecem durante todo o dia.

Segundo o presidente do sindicato, Octacílio Sakai Junior, essa é a primeira convocação feita pela SAD. “Não tenho ideia da proposta deles, é a primeira vez que estão chamando, nem noção do que vão falar”.

Conforme Sakai, o governo atual nunca deu reajuste salarial. “Já apresentamos outras vezes a perda salarial que é de quase 30% de quase cinco anos, mas infelizmente não existe muito diálogo”.

Sobre o abono salarial, que deve ser a proposta da SAD de prorrogar o pagamento de R$ 200 por mais 12 meses, o presidente do Sindetran disse que o abono já era para ter sido incorporado ao salário. “Isso era promessa de campanha. O sindicato acha falta de compromisso por parte do governo ficar prorrogando”.

Jornal Midiamax