Senadores da Rede protocolam ação para impedir que Bolsonaro participe de manifestações

A ação pede ainda que o presidente divulgue o resultado do exame de coronavírus que realizou

Após participações do presidente (Sem partido) em manifestações durante a pandemia, dois senadores da Rede e um advogado protocolaram uma ação solicitando o impedimento da presença do presidente nesses atos. O pedido foi realizado nesta terça-feira (05), com intuito de evitar o incentivo de aglomerações durante a pandemia do , o novo coronavírus.
A última grande manifestação com a presença do presidente aconteceu em Brasília, no domingo (03). O senador Randolfe Rodrigues (REDE-AP) e Fabiano Contarato (REDE-ES) são os responsáveis pela ação protocolada na Justiça Federal de São Paulo
De acordo com o Jornal Meia Hora, a ação solicita que Bolsonaro “se abstenha de promover ou participar, de qualquer forma, de atos em que haja aglomeração de pessoas, em direto desrespeito às recomendações da OMS, ou do próprio Governo do Distrito Federal”. Para os senadores, o comportamento do presidente é “um verdadeiro atentado à saúde da população”.
Além do afastamento em manifestações, a ação solicita que Bolsonaro divulgue os resultados do teste de . No texto enviado, é pedido que caso o presidente não apresente o resultado do exame, seja realizada a posse de bens dele. Em situação que seja aprovada a ação e Bolsonaro volte a participar ou incentivas aglomerações, está prevista multa de R$ 1 mihão.
Senadores da Rede protocolam ação para impedir que Bolsonaro participe de manifestações
Mais notícias