Republicanos recua de candidatura própria e engrossa base de apoio a Marquinhos Trad

Então pré-candidato a prefeito, Wilton Acosta anunciou abandono à disputa por falta de respaldo

O Republicanos é mais um partido a engrossar a base de apoio à reeleição do prefeito (). O partido recuou de lançar candidato próprio ao Executivo municipal.

A decisão foi comunicada há pouco pelo até então pré-candidato a prefeito . Em sua página oficial no Facebook, Acosta escreveu que “depois de muitas conversas”, não encontrou “o respaldo necessário para manter uma disputa na Capital”.

Segundo ele, votação interna entre os pré-candidatos a vereador pelo partido decidiu pelo endosso a . “Votação bem equilibrada, longe de ser unânime”, afirmou .

“É uma decisão difícil, principalmente porque entendo a necessidade da busca de uma renovação na política de CG. Mas acolho, democraticamente a decisão da maioria dos nossos pré-candidatos”, completou ele.

O Republicanos realiza convenção municipal logo mais, às 19h, por videoconferência. O partido deve seguir mesmo caminho de PSB e PCdoB, que oficializaram apoio à reeleição de mais cedo. O PSDB também já acenou para isso. O Democratas deve ser o próximo.

Uma vez confirmada, a saída de Acosta reduz as opções de voto de eleitores mais alinhados à pauta conservadora. O Republicanos, antigo PRB, tem ligação umbilical com a Igreja Universal do Reino de Deus, liderada pelo bispo Edir Macedo. 

Um dos representantes do Republicanos na Câmara de Vereadores de Campo Grande, Gilmar da Cruz, é pastor da Igreja Universal. O outro nome da legenda na Casa é Betinho.

Republicanos recua de candidatura própria e engrossa base de apoio a Marquinhos Trad
Mais notícias