Reinaldo diz que governo ‘estuda’ ajuda alimentar para quem perder emprego na pandemia

Governo do Estado vai auxiliar famílias em época de coronavírus

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) anunciou nesta terça-feira (24) que a administração estuda formas de dar assistência a população de Mato Grosso do Sul com a pandemia do coronavírus e que o Estado poderá distribuir cestas básicas a quem vier a perder o emprego.

“Estamos analisando formas de ajudar. Aos que recebem bolsas de assistência e aos que puderem vir a perder o emprego nesta época”, afirmou em entrevista ao vivo retransmitida pela página do governador no Facebook.

Mais cedo, Reinaldo anunciou que realizou reunião por videoconferência com o presidente Jair Bolsonaro na segunda e destacou que o Estado pode perder R$ 1,5 bilhão em ICMS por conta do coronavírus.

O governo fez a conferência para ouvir dos Estados quais as principais necessidades. A equipe econômica do ministro Paulo Guedes anunciou medidas para dar fôlego maior ao Fundo de Participação dos Estados, mas Azambuja reforçou que cerca de 7715 dos recursos são destinados para o Norte e Nordeste.

“Pedimos a normatização para as cadeias produtivas, principalmente pela não paralisação das atividades econômicas, mas com condições para os trabalhadores. O desabastecimento pode causar um prejuízo enorme ao brasileiro”, enfatizou.

Reinaldo diz que governo 'estuda' ajuda alimentar para quem perder emprego na pandemia
Mais notícias