Reeleito, Marquinhos Trad diz que vai anunciar plano de recuperação para Campo Grande na terça-feira

Disse, ainda, que vai manter o atual secretariado no próximo mandato

Reeleito prefeito de Campo Grande, (PSD) lembrou do pai, agradeceu apoio recebido nas eleições 2020 e afirmou, em pronunciamento no TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) na noite deste domingo (15), que vai manter o secretariado do primeiro mandato, que termina em 31 de dezembro de 2020, na segunda etapa de seu governo.

Marquinhos e a vice-prefeita reeleita Adriane Lopes (Patriota) receberam 218.418 mil de votos, ou 52,28%. Ainda em discurso, o prefeito afirmou que vai anunciar na terça-feira (17) um plano de recuperação de Campo Grande, após a pandemia. Disse, ainda, que não ‘vai esperar a vacina’ e, quando ela chegar, não politizará a questão. “Vou seguir adiante”.

“Eu senti muita falta do meu pai, mais do que a primeira vez. Temos a certeza que vamos continuar honrando o nome da cidade. Queremos dialogar com os 14 candidatos, para ver quais as ideias positivas, que a gente não tinha tido antes”, iniciou o discurso. Reforçou que o corpo técnico permanece o mesmo, justamente porque a população indicou que ‘está dando certo’ assim.

Sobre apoio recebido, o chefe do Executivo municipal destacou que recebeu apoio de nove partidos. “Do PC do B ao DEM, da esquerda à direita”. “Não escolho partido, mas pessoas. Todas aqueles que querem ajudar Campo Grande, a gente coloca pra dentro.

Quer fazer politica dentro da Prefeitura, a gente fala educadamente explica para eles ou os coloca pra fora”, disse ao responder pergunta sobre ‘lugar’ do PSDB no Paço Municipal, em troca do apoio recebido nas eleições 2020.

Ainda nesta semana, o prefeito vai a Brasília para conversar com a bancada federal de Mato Grosso do Sul, no intuito de dar andamento de projetos em diversas áreas. Não detalhou o conteúdo do plano de recuperação, mas afirmou que amanhã se reúne com o secretariado para definir os ajustes.

Resultado das eleições

() recebeu 218,418 mil votos, em segundo lugar, Sérgio Harfouche (Avante) recebeu 11,58% (48.094 votos) e Pedro Kemp (PT) em terceiro, com 8,32% (34.546 votos).

Vinícius Siqueira (PSL) teve 8,20% (34.066 votos); Delegada Sidnéia Tobias (Podemos), 4,60% (19.103); Marcio Fernandes (MDB), 3,01%; (12.522); Esacheu Nascimento (PP), 2,45% (10.170); João Henrique (PL), 2,44% (10.123), Marcelo Miglioli (SD), 1,90% (7.899 votos); Dagoberto Nogueira (PDT), 1,57% (6.507 votos); Guto Scarpanti (Novo), 1,16% (4.811 votos); Cris Duarte (PSOL), 1,11% (4.621); Marcelo Bluma (PV), 0,64% (2.657),  Paulo Matos 0,45%. (1.884).

Reeleito, Marquinhos Trad diz que vai anunciar plano de recuperação para Campo Grande na terça-feira
Mais notícias