Quem quer aliados tem que procurar, diz Sérgio de Paula sobre PSD

Compromisso feito em 2018 por Reinaldo, é apoiar reeleição de Marquinhos Trad este ano

O PSD ainda não procurou o PSDB para tratar sobre o apoio entre os partidos para as eleições municipais deste ano. Este foi comunicado feito em coletiva de imprensa convocada pelo presidente regional do ninho tucano, Sérgio de Paula, na manhã desta quinta-feira (16) na sede do partido em Campo Grande, feita para afastar rumores da saída da deputada federal Rose Modesto (PSDB).

O partido do prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, já deu declarações de que as tratativas só vão começar depois de março, para não atrapalhar o mandato do chefe do Executivo municipal. 

Porém, De Paula informou que ainda não foi procurado. “Tem que partir dele (Antônio Lacerda, presidente municipal do PSD), para gente, estamos aguardando diálogo do partido”.

Ainda segundo o presidente tucano, o governador Reinaldo Azambuja é a maior liderança do partido e vai acompanhar de perto a discussão da construção de candidatura, em Campo Grande. “O partido do prefeito tem que procurar o PSDB. A discussão é partidária, vai ser tomada nesta mesa”, disse se referindo a sede da legenda.

Sérgio de Paula quis deixar claro que a sigla tucana não está esperando pelo PSD. “Mas, quando um partido tem interesse de se aliar, ele procura, porém, antes de março não vamos acertar nada. Na hora certa, o PSD vai procurar, e vamos conseguir chegar a um entendimento”.

Sobre a orientação tucana nacional de ter candidatos próprios a prefeitos em todas as capitais, De Paula informou à executiva nacional ter alguns compromissos no Estado. “Vamos respeitar o que a direção determinar, mas acredito que eles vão respeitar os compromissos aqui” 

O compromisso a que Sérgio De Paula se referiu, é sobre o apoio de Marquinhos Trad a candidatura de Reinaldo nas eleições de 2018. Em troca disto, o PSDB se comprometeu a apoiá-lo na reeleição em 2020.

O presidente do PSD municipal, Lacerda já declarou em outro momento que o PSDB indicaria o candidato a vice-prefeito da Capital. Com isso, surgiram rumores de nomes como o presidente da Câmara Municipal, João Rocha e o secretário especial do Governo, Carlos Alberto Assis, filiado ao PSDB.

Mais notícias