Política

Projeto quer abdominoplastia e lipoaspiração feitas gratuitamente em MS

Projeto de lei de n.º 81/200, protocolado na sexta-feira (8) na Alems (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul), quer assegurar aos pacientes que tenham passado por cirurgia bariátrica a realização de plásticas pelo SUS (Sistema Único de Saúde). A proposta é de autoria do presidente da Comissão de Saúde da Alems, deputado estadual Antônio […]

Danúbia Burema Publicado em 09/05/2020, às 11h05 - Atualizado às 11h11

Sessão remota da CCJR. (Luciana Nassar, Alems)
Sessão remota da CCJR. (Luciana Nassar, Alems) - Sessão remota da CCJR. (Luciana Nassar, Alems)

Projeto de lei de n.º 81/200, protocolado na sexta-feira (8) na Alems (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul), quer assegurar aos pacientes que tenham passado por cirurgia bariátrica a realização de plásticas pelo SUS (Sistema Único de Saúde).

A proposta é de autoria do presidente da Comissão de Saúde da Alems, deputado estadual Antônio Vaz (Republicanos) e inclui a obrigação de oferecimento de abdominoplastia e lipoaspiração, mesmo a pacientes que tenham feito bariátrica na rede privada.

No texto, o parlamentar pede que as unidades de saúde públicas acompanhem os pacientes por até dois anos, verifiquem qual a cirurgia reparadora mais indicada e os encaminhem ao centro cirúrgico mais próximo de suas residências. Na justificativa, destaca que o procedimento que resulta em perda de peso costuma vir acompanhado de acúmulo posterior de pele flácida, que pode acarretar complicações.

“A realização do procedimento na rede particular dessa cirurgia reparadora não é barata. Tornando-se assim, necessário que, mesmo que a pessoa tenha realizada a cirurgia bariátrica pela rede privada, possa dispor do direito de realizar a cirurgia reparadora, pela rede pública de saúde”, defende.

O projeto ainda terá que passar pelo crivo da CCJR (Comissão de Constituição Justiça e Redação) que decidirá se ele irá ou não para votação em plenário.

Jornal Midiamax