Preso em Campo Grande, blogueiro bolsonarista tem prisão revogada, mas STF impõe restrições

Oswaldo Eustáquio deverá cumprir uma série de restrições e uma delas é não frequentar as redes sociais

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Alexandre de Moraes revogou neste domingo (5), a prisão do blogueiro bolsonarista, Oswaldo Eustáquio, que foi preso em Campo Grande no final do mês passado. Porém, de acordo com o canal CNN Brasil, a decisão contém algumas restrições que deverão ser cumpridas pelo blogueiro.

Segundo o canal de televisão, Eustáquio está proibido de ter contato com outros investigados na ‘Operação Lume’, nomes que incluem ativistas de direita, empresários e outros blogueiros e fica impedido de frequentar e utilizar as redes sociais. Outra restrição imposta por Alexandre de Moraes, determina que o blogueiro não pode ficar a menos de um quilômetro da Praça dos Três Poderes, em Brasília, nem de residências de ministros do STF.

No último dia 30, Moraes renovou a prisão temporária do bolsonarista a pedido da (Procuradoria-Geral da República). No entanto, neste domingo, o ministro atende uma recomendação da para que o blogueiro fosse solto.

Prisão em Campo Grande

Oswaldo Eustáquio foi preso pela PF (Polícia Federal) na capital sul-mato-grossense no dia 26 de junho. O blogueiro é investigado na Operação Lume, onde é suspeito de envolvimento na organização de atos antidemocráticos que pediram pela volta da Ditadura Militar, além do fechamento do Congresso e do Supremo Tribunal Federal (STF).

A localizou Eustáquio em Ponta Porã, na divisa com o , o que levantou suspeitas sobre a possibilidade de fuga. Após um monitoramento sobre o seu paradeiro, ele foi preso hoje, na capital.

Em sua transferência para a Superintendência da , em Brasília, o blogueiro passou mal. Ao apresentar problemas de saúde, Eustáquio precisou receber atendimento médico. Inicialmente, a equipe da PF teria acionado o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não havia ambulância disponível. Cerca de duas horas depois, o blogueiro foi atendido pelo .

Preso em Campo Grande, blogueiro bolsonarista tem prisão revogada, mas STF impõe restrições
Mais notícias