Prefeito pede devolução de metade do duodécimo da Câmara para combater coronavírus

"Ao invés de reduzir salários, porque é uma medida que demora, que devolvam metade do duodécimo", propôs Donato Lopes

O prefeito de Rio Brilhante, a 166 quilômetros de Campo Grande, Donato Lopes (PSDB) publicou um vídeo pedindo à Câmara de Vereadores, a devolução de metade do duodécimo repassado pela prefeitura até agosto deste ano, para ser usado no combate ao coronavírus. O valor de abril até agosto é de R$ 1,3 milhão, segundo cálculo feito pela prefeitura.

Donato disse ter visto que um vereador democrata sugeriu a redução de metade dos salários dos vereadores, mas, como a medida tem que ser aprovada em projeto de lei, o prefeito afirmou que isso pode demorar. “É uma preocupação válida dos vereadores sobre o Covid-19, mas tenho maneira mais simples e rápida. Acabei de protocolar na Câmara Municipal, oficio pedindo aos vereadores que em vez de ficar na história de baixar salario, que devolvam metade do duodécimo”.

O prefeito disse que o repasse mensal é de R$ 541 mil e é feito sempre no dia 20 de cada mês. “A Câmara recebe mais de meio milhão, R$ 541 mil por mês da prefeitura. A proposta é que devolva no dia 21, 50% à prefeitura. Com esse recurso, eu me comprometo a depositar no Fundo Municipal e usar no combate ao coronavírus”.

Segundo Donato, o valor até agosto, previsão de quando a pandemia deve dar trégua, é de R$ 1,3 milhão. “São cinco meses daqui até agosto. Já suspendi a obra da pista de ciclismo para usar os recursos no combate ao Covid-19. Quando acabar a pandemia, voltamos à obra. Esse valor, vamos passar ao Fundo. Estamos preocupados com a situação e precisamos dar atendimento digno à população. Espero uma resposta da Câmara”.

Prefeito pede devolução de metade do duodécimo da Câmara para combater coronavírus
Mais notícias