Pedro Kemp é o quinto a registrar candidatura a prefeito de Campo Grande na Justiça Eleitoral

Deputado estadual em seu quarto mandato, petista disputa o Executivo municipal pela primeira vez

O PT (Partido dos Trabalhadores) é o quinto a registrar candidato a prefeito de Campo Grande na Justiça Eleitoral. A sigla confirmou encaminhamento em convenção municipal e oficializou o nome de Pedro Kemp, ao lado da candidata a vice, a aposentada Eloisa Berro.

Além de Kemp, também já foram registradas as candidaturas de (PDT), Guto Scarpanti (Novo), Marcelo Bluma () e Esacheu Nascimento (Progressistas).

O deputado estadual declarou R$ 1,720 milhão em bens. O petista tem duas casas em seu nome, no Carandá Bosque, avaliadas em R$ 337,5 mil e R$ 90 mil, além de um veículo Hyundai ix35, ano 2017, de R$ 105 mil. Ele também revelou ter R$ 901,6 mil em aplicações financeiras e outros R$ 286,8 mil em caderneta de poupança.

Pedro Kemp tenta a cadeira no Paço Municipal pela primeira vez. O petista já ocupou vaga na Câmara de Vereadores e está em seu quarto mandato na Assembleia Legislativa.

O PT disputa a prefeitura de Campo Grande com chapa pura. Na proporcional, o partido aprovou 43 candidatos a vereador.

Conforme calendário eleitoral, os partidos e coligações têm até 8h do próximo dia 27 para registrar seus nomes nas eleições deste ano. Até lá, as decisões tomadas nas convenções podem mudar.

O primeiro turno do pleito municipal está marcado para 15 de novembro. Se houver, o será realizado no dia 29 do mesmo mês.

Pedro Kemp é o quinto a registrar candidatura a prefeito de Campo Grande na Justiça Eleitoral
Mais notícias