Partido do prefeito, PSD ‘saltou’ de dois para cinco vereadores na janela partidária

Mudança permitiu troca de legendas por parte de parlamentares municipais

Partido que cresceu principalmente desde 2016, o PSD tinha dois vereadores em Campo Grande e, agora, chega a cinco. A soma é resultado da janela partidária que acabou na sexta-feira (3) e permitiu mudança de siglas no legislativos municipais.

Até então, a legenda tinha os vereadores Chiquinho Telles e Enfermeiro Fritz, eleitos em 2016, quando o prefeito Marquinhos Trad, também do partido, ganhou o pleito eleitoral.

De lá para cá, o PSD recebeu a família Trad. O deputado federal Fábio Trad, senador Nelson Trad Filho e, na janela partidária deste ano, o vereador Otávio Trad, que deixou o PTB. Além dele, ingressaram na sigla os vereadores Odilon de Oliveira, que saiu do PDT, e Valdir Gomes, ex PP.

Líder do prefeito na Câmara Municipal, o vereador Chiquinho atribui o crescimento do PSD ao desempenho de Marquinhos Trad e a vinda de quadros com mandato federal. “Isso fortaleceu demais o partido. Eles perceberam que andar com a gente vai ser muito bom na próxima eleição. O PSD ganhou muito”, avalia.

A janela tirou 10 parlamentares de Campo Grande, que disputarão a reeleição em ‘novas casas’. Bancadas ‘desapareceram’ da Câmara e outras ampliaram ainda mais, como é o caso do PSD e PSDB, que chega a oito vereadores.

Partido do prefeito, PSD 'saltou' de dois para cinco vereadores na janela partidária
Mais notícias