Na Câmara, Vereador Odilon anuncia saída do PDT e ‘pretensão’ de ir para o PSD

Com isso, partido 'desaparece' no Legislativo municipal

O vereador Odilon de Oliveira Junior anunciou nesta terça-feira (17), na Câmara Municipal de Campo Grande, a saída do PDT e a pretensão em ‘entrar no PSD’, partido do prefeito Marquinhos Trad. Antes da janela partidária, o parlamentar já dizia que deixaria a legenda pela qual foi eleito, mas não confirmava qualquer rumo partidário, apesar de, nos bastidores, a escolha pelo PSD ser comentada.

“Comunico a desfiliação do PDT, agradeço a oportunidade de disputar, a cedência para que meu pai [Odilon de Oliveira, juiz aposentado], pudesse disputar, a votação excepcional para quem não é politico. Pretendo filiar no PSD e engrossar as cadeiras, por entender que o partido tem as diretrizes que acompanho”, disse em discurso.

O parlamentar não detalhou quando assina a desfiliação do PDT nem quando entra oficialmente no PSD e questionamentos como estes não foram feitos. A reportagem acompanha a transmissão da sessão pela internet, já que a presença da imprensa e outras pessoas foi suspensa pela Câmara Municipal, devido à pandemia do coronavírus.

Com a saída de Odilon anunciada hoje e a de Ademir Santana, na quinta-feira (12), o PDT deixa de ‘existir’ na Casa de Leis, já que o partido era composto por estes dois parlamentares. Eles estavam suspensos da legenda por não terem assinado a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) dos Ônibus.

O PSD, por outro lado, dobra de tamanho, por enquanto. Até então, os vereadores Chiquinho Telles e Enfermeiro Fritz compõem a bancada. Valdir Gomes anunciou que deixa o PP para entrar no partido do prefeito e, agora, Odilon.

Na Câmara, Vereador Odilon anuncia saída do PDT e 'pretensão' de ir para o PSD
Mais notícias