Na Alemanha, ministra critica nichos de mercado e protecionismo agropecuário

Ela voltou a defender que critérios científicos balizem relações comerciais

Presente na 85ª Semana Verde Internacional, em Berlim, a ministra da Agricultura Tereza Cristina (DEM) defendeu que a produção agropecuária seja feita sem focar nichos de mercado. No evento, realizado na Alemanha desde o início da semana reunindo ministros e secretários de mais de 200 países, ela criticou ainda o protecionismo existente no setor.

“Nossa preocupação é como produzir de maneira sustentável a quantidade de alimentos que o mundo precisa, olhando o mundo global, não olhando nichos de mercados. A ciência é importantíssima, os organismos internacionais precisam estar ativos para dirimir as diferenças e o protecionismo, que também tem que diminuir no mundo”, afirmou.

Depois de ser recebida pela ministra alemã da Agricultura, Julia Klöckner, ela participou do Fórum Global para Alimentação e Agricultura, evento paralelo organizado pelo Ministério da Agricultura da Alemanha, onde destacou que produção e sustentabilidade têm que caminhar juntas.

Como têm defendido constantemente, Tereza Cristina lembrou que os parâmetros para as relações comerciais entre os países devem ser científicos. Também destacou que a agricultura ‘não pode ser considerada a vilã das mudanças climáticas’, sendo preciso considerar os efeitos das matrizes energéticas de fontes não renováveis.

A agenda da ministra em Berlim segue até sábado (18).

Mais notícias