Mudanças na PF não atingem MS e superintendente nomeado por Moro é mantido no cargo

Com a manutenção do cargo, o superintendente recebeu aumento nas gratificações

As recentes mudanças nas superintendências da PF () não afetam Mato Grosso do Sul e Ministério da Justiça e Segurança Pública manteve o delegado Cleo Matusiak Mazzotti como superintendente da PF-MS. O delegado assumiu o cargo em 13 de fevereiro de 2019, quando foi nomeado pelo ex-ministro Sergio Moro.

A manutenção do cargo foi publicada em edição ex do Diário Oficial da União, na segunda-feira (25). A Portaria nº 552/2020 foi assinada pelo secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Tercio Issami Tokano.

Na publicação, o superintendente Mazzotti foi designado como FCPE 101.4 (Funções Comissionadas do Poder Executivo) e passa a ter gratificação de R$ 6.223,99, de acordo com o Sistema de Informações Organizacionais do Governo Federal. Quando nomeado pelo ex-ministro, ocupava DAS 101.3 (Grupo-Direção e Assessoramento Superiores), com gratificação de R$ 5.685,55.

Mudanças na PF não atingem MS e superintendente nomeado por Moro é mantido no cargo
Mais notícias