Miglioli, Marcio Fernandes e Trutis engrossam lista de candidatos oficiais a prefeito de Campo Grande

Candidatos aprovados nas convenções de Solidariedade, MDB e PSL já aguardam julgamento dos registros na Justiça Eleitoral

Saltou para oito o número de candidatos a prefeito de Campo Grande nas eleições de 2020 registrados na Justiça Eleitoral. A lista agora tem também Marcelo Miglioli (Solidariedade), Marcio Fernandes (MDB) e Loester Trutis ().

A candidatura de Miglioli, de 49 anos, é a primeira com coligação na Capital. O PMN (Partido da Mobilização Nacional) compõe chapa com o Solidariedade.

Ex-secretário de Infraestrutura do governo de Reinaldo Azambuja (PSDB), o engenheiro debuta na corrida pelo Executivo municipal. A candidata a vice é a enfermeira Carlla Bernal, também do Solidariedade.

Miglioli declarou ter R$ 5,358 milhões em bens à Justiça Eleitoral, a maior parte em imóveis como fazenda de R$ 1,086 milhão; casa de R$ 1,089 milhão; e terreno de R$ 1,440 milhão.

Além disso, revelou ter R$ 400 mil em espécie; R$ 728,2 mil de crédito decorrente de empréstimo; R$ 56,5 mil em previdência privada; e outros R$ 22 mil em contas bancárias ou caderneta de poupança.

Se somam à lista de bens declarados pelo candidato a prefeito R$ 395 mil de participação em empresa do ramo imobiliário e um veículo Mercedes-Benz C-200, avaliado em R$ 136 mil.

Marcio Fernandes

O deputado estadual Marcio Fernandes concorre em chapa pura do MDB (Movimento Democrático Brasileiro). A candidata a vice é a empresária Juliana Zorzo.

Fernandes, de 41 anos, também tenta a prefeitura de Campo Grande pela primeira vez. Ele declarou R$ 2,676 milhões em bens à Justiça Eleitoral.

A relação tem R$ 1,075 milhão em espécie; dois apartamentos, de R$ 500 mil e R$ 185 mil; área rural de R$ 335 mil; e terreno de R$ 30 mil.

O deputado ainda divulgou ter quatro veículos em seu nome. São eles: uma Land Rover Discovery de R$ 370,1 mil; um Toyota Etios de R$ 77,9 mil; e duas Fiat Strada, de R$ 53,4 mil e R$ 47 mil.

A conta corrente de Marcio Fernandes tem R$ 755, enquanto a caderneta de poupança soma R$ 2 mil.

Loester Trutis

O deputado federal Loester Trutis, 38 anos, registrou candidatura em chapa pura pelo (Partido Social Liberal), com a corretora de imóveis Lilian Durães como vice. Ele é outro que estreia no pleito para prefeito.

O nome do partido para concorrer às eleições na Capital ainda está em disputa. O vereador Vinicius Siqueira ingressou com petição na Justiça Eleitoral para tentar impugnar a convenção que aprovou Loester Trutis.

O candidato do declarou só R$ 48 mil em bens – R$ 33 mil em dinheiro vivo e outros R$ 15 mil em contas bancárias.

Prazo

Pelo calendário eleitoral, partidos e coligações têm até 8h do próximo dia 27 para registrar as candidaturas em cartório eleitoral. Até lá, as decisões tomadas nas convenções municipais podem mudar.

Também já estão registrados na corrida eleitoral para a prefeitura de Campo Grande os seguintes nomes: Dagoberto Nogueira (PDT), Marcelo Bluma (), Guto Scarpanti (Novo), Esacheu Nascimento (Progressistas) e Pedro Kemp (PT).

A Justiça Eleitoral ainda vai julgar todos os processos de candidaturas.

As eleições deste ano serão realizadas no dia 15 de novembro. Onde necessário, o está marcado para o dia 29 do mesmo mês.

Miglioli, Marcio Fernandes e Trutis engrossam lista de candidatos oficiais a prefeito de Campo Grande
Mais notícias