“Me preocupa muito Bolsonaro ter desrespeitado as orientações de saúde”, diz Rose Modesto

Deputada federal pelo MS, peessedebista disse que achou "muito arriscada" a realização de manifestações neste domingo

A deputada federal Rose Modesto (PSDB-MS) se disse “muito preocupada” com o fato de o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ter incentivado e participado de manifestações no último domingo (15), contrariando, assim, orientações de órgãos nacionais e internacionais de saúde, que recomendam o cancelamento de eventos que causem aglomerações, diante da ameaça representada pela pandemia de coronavírus.

“O Brasil precisa entender que nós não temos ainda uma crise aguda da doença, mas, se não for feita a lição de casa, vai acontecer. E a quarentena é o caminho pra evitar que a doença contamine um número maior de pessoas. Esse é o momento de termos muita responsabilidade”, disse a tucana.

Bolsonaro chegou a ser testado para o coronavírus após voltar de uma viagem para os Estados Unidos em que vários membros da comitiva, incluindo o senador Nelsinho Trad (PTB-MS) – que também esteve na viagem -, tiveram confirmada a contaminação pelo corona. A Organização Mundial da Saúde (OMS) – que declarou pandemia do coronavírus na semana passada – e o próprio Ministério da Saúde recomendam isolamento para aqueles que realizaram voos internacionais e tiveram contato com pessoas infectadas.

O presidente testou negativo para o coronavírus, mas por orientação do próprio Ministério da Saúde, deveria manter o isolamento e fazer um novo teste, caso apresente sintomas tardios. Bolsonaro, no entanto, participou das manifestações deste domingo, que causaram aglomerações em várias cidades do Brasil.

Rose ponderou que acha que “toda manifestação é legítima” e que torce para que haja harmonia entre os poderes, para que a população ganhe com isso. “Principalmente num momento como esse. De tanta crise”.

As manifestações convocadas por bolsonaristas tinham reivindicações confusas, mas miravam, principalmente, congressistas e membros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Sobre seu estado de saúde, a peessedebista afirmou que até o momento não apresentou sintomas, mas está desde sexta-feira (13) em quarentena por ter estado com Nelsinho na sessão do Congresso na semana passada. Ela aguarda para amanhã (17) o resultado de seu exame.

"Me preocupa muito Bolsonaro ter desrespeitado as orientações de saúde", diz Rose Modesto
Mais notícias