Política

MDB e Dharleng recorrem de decisão do TRE-MS que barrou reeleição da vereadora

Agora, recursos de Dharleng Campos e do MDB devem subir para o TSE, terceira e última instância decisória da Justiça Eleitoral.

Jones Mário Publicado em 18/12/2020, às 18h37 - Atualizado às 18h38

Vereador Dharleng Campos. (Izaías Medeiros, CMCG, Arquivo).
Vereador Dharleng Campos. (Izaías Medeiros, CMCG, Arquivo). - Vereador Dharleng Campos. (Izaías Medeiros, CMCG, Arquivo).

Dharleng Campos e seu partido, o MDB, recorreram da decisão do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral) que culminou no veto à reeleição da vereadora. As petições foram protocoladas hoje (18).

Na última quarta-feira (16), o tribunal reformou acórdão anterior e deferiu o registro de candidatura de Delei Pinheiro (PSD). Com isso, o candidato teve seus 3.850 votos considerados válidos, o que garantiu a ele uma vaga na Câmara. Por outro lado, Dharleng perdeu a sua e a bancada do MDB foi reduzida a duas cadeiras.

Os recursos especiais no recurso eleitoral de Delei devem subir ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral), terceira e última instância decisória da Justiça Eleitoral. A defesa de Delei Pinheiro já foi intimada a apresentar contrarrazões.

Após a decisão de quarta, o TRE-MS retotalizou, na tarde de hoje (18), os votos de Campo Grande nas eleições municipais deste ano. O processo confirmou a eleição de Delei, que, na sequência, foi diplomado para tomar posse na Câmara de Vereadores.

Jornal Midiamax