Campo Grande terá toque de recolher às 21h, horário do comércio ampliado e blitze

Prefeito Marquinhos Trad anunciou novas medidas que entram em vigor dia 1º de agosto

Retorno do funcionamento do comércio do Centro nos sábados, horário de atendimento ampliado até às 19h e capacidade de público passando de 30% a 50% estão entre as medidas de flexibilização anunciadas pelo prefeito (PSD) para entrarem em vigor a partir de primeiro de agosto. Com 86% dos leitos da cidade ocupados, a aposta da prefeitura será investir em blitzes que consigam frear a circulação, para diminuir a ocupação hospitalar com pacientes de acidentes de trânsito.

Tendo apenas 49 leitos disponíveis e apresentando uma das piores taxas de isolamento do País, 36,86%, o prefeito decidiu mudar de estratégia e, em conjunto com as associações comerciais, alterou as medidas que haviam sido adotadas nos últimos 15 dias.

As mudanças consideram inclusive a necessidade de funcionamento por conta do Dia dos Pais. Conforme Marquinhos, o surtiu efeito inicial, mas a tentativa da última quinzena mostrou que não houve acolhida da população e muitos segmentos acabaram prejudicados. “As pessoas intimidadas a não frequentar bares, começaram a se aglomerar em casas, com festas e eventos, e isso não impede o contágio. Nossa preocupação é redução de mobilidade, principalmente carros e motos, pra isso, temos de criar alternativas”, explicou.

Dentre as novas medidas que tiveram início nesta quinta-feira (30) está a mobilização conjunta para blitz em diversos pontos das cidades. “E porquê a blitz? Porque é a maneira de nós mostrarmos à população que não é correto você pegar um carro ou uma moto se você não tem habilitação pra isso. Coloca em risco a vida da própria pessoa e de todos aqueles que te amam. Nós não vamos punir ninguém que esteja dentro da lei. Agora não é correto uma pessoa pegar um veículo sem condições de prudência, ou diligência e começar a furar sinal e colocar em risco a ordem pública. Por isso nós não vamos aplicar a lei seca, mas estamos indiretamente cuidando daqueles que vão dirigir sob efeito de álcool”, justificou o prefeito.

Novo decreto

No caso do toque de recolher, de 1º a 16 de agosto a restrição será vigente das 21h às 5h. Atualmente, a circulação é barrada a partir das 20h.“Até sexta-feira é até as 20h. A partir de sábado até o dia 16 passa a ser o toque de recolher até 21h e ele se estende até 5h da manha do dia seguinte”, detalhou Marquinhos. Confira as demais mudanças previstas no decreto do executivo municipal:

  • Funcionamento do varejo e comércio do Centro – A partir do dia 1º – De segunda a sexta-feira, das 9h ate as 19h. No sábado das 9h às 16h. Aos domingos permanece fechado. O que mudou -Nos últimos 15 dias, a abertura durante a semana estava autorizada das 9h somente até às 17h. Aos sábados e domingos havia sido determinado fechamento dos serviços não essenciais.
  • Shoppings – De segunda a sexta-feira, com abertura às 11h e fechamento às 20h;
  • Academias de – De segunda a sexta-feira das 5h às 21h. Sábado das 5h da manha até as 16h. Domingo fechado;
  • Salões de beleza – De segunda a sexta das 5h da manha às 21h. Sábado das 9h da manha às 18h. Domingo fechado;
  • Restaurantes – De segunda a segunda das 5h às 21h;
  • Supermercados – De segunda a segunda das 5h às 21h;
  • Serviços essenciais –  Como farmácias, hospitais, UPAS (Unidades de Pronto Atendimento), postos de combustíveis e delivery – 24h de segunda a segunda. 
Campo Grande terá toque de recolher às 21h, horário do comércio ampliado e blitze
Mais notícias