Inconsequente e irresponsável, diz Vander sobre Bolsonaro falar em fim de quarentena

Medida é recomendada para evitar propagação ainda maior da transmissão do coronavírus

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) continua com atitudes ‘inconsequentes e irresponsáveis”, afirma o deputado federal Vander Loubet (PT) sobre a fala dele no domingo (29) sobre‘ vontade’ de baixar um decreto para liberar reabertura de comércios e postos de trabalho, suspensos por causa da pandemia de coronavírus.

“É em momentos de crise que descobrimos se um governante é ou não um líder. Desde o pronunciamento do Bolsonaro em 24 de março, está claro que ele não é o líder que o Brasil precisa para enfrentar a realidade atual”.

Para o deputado, governadores e prefeitos estão “se esforçando dentro do possível para colocar em prática medidas que podem ajudar a combater a pandemia”. “O governo federal deveria ser um parceiro e não um crítico, como tem sido”.

Contrariando recomendações de seu Ministério da Saúde sobre isolamento, Jair Bolsonaro saiu às ruas de Brasília no domingo e publicou no twitter vídeos que mostram o tour pela capital federal. À noite, a rede social excluiu as postagens alegando violação de regras de uso por conter desrespeito às proibições impostas para evitar propagação do vírus.

Sobre divergência de postura em relação ao que o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, vem recomendando, Vander Loubet diz que é ‘humilhante’. “O ministro, corretamente, divulga várias orientações e cuidados que a população e os governantes devem tomar e na sequência o Bolsonaro faz o contrário. É uma insanidade. É lamentável, é vergonhoso, é uma postura que atenta contra a vida da população”.

A reportagem enviou o questionamento para toda bancada federal de Mato Grosso do Sul, o que inclui opositores e aliados de Bolsonaro. Até agora, apenas os deputados Vander Loubet e Dagoberto Nogueira (PDT) responderam aos questionamentos.

Inconsequente e irresponsável, diz Vander sobre Bolsonaro falar em fim de quarentena
Mais notícias