Historiador da UFGD é a aposta do PT para a prefeitura de Dourados

Pré-candidatura do professor aposentado dever ser referendada em encontro previsto para o dia 6 de junho.

João Carlos de Souza é o nome escolhido pelo (Partido dos Trabalhadores) para concorrer a vaga atualmente ocupada por Délia Razuk () na prefeitura de Dourados. O postulante é professor  aposentado pela (Universidade Federal da Grande Dourados).

Ao contrário do que estava sendo especulado nos bastidores da Câmara e também do próprio partido, o vereador Elias Ishy achou melhor não alçar voo mais alto e acabou declinando do convite para a sucessão municipal. Ele deve,  novamente, colocar seu nome sob apreciação dos eleitores e tentar continuar no legislativo.

Ishy e também alguns membros do Diretório Municipal do chegaram à conclusão que sua participação no legislativo é também considerada essencial, uma vez que  é o único representante da legenda  e tem sido voz atuante na oposição       à administração de Délia Razuk.

Além do vereador, outros nomes da legenda também acabaram desistindo da disputa, entre eles, o ex-reitor da , Damião Duque de Farias e a também professora Gleice Jane, durante as primeiras discussões iniciadas, ainda, no final do ano passado.

“O tem uma responsabilidade de se apresentar como alternativa política em Dourados. O partido tem um legado construído nesses 40 anos de existência. Somos indutores de boas políticas públicas, da democracia e da participação popular como forma de viver a cidadania de maneira mais plena”,  explica o pré-candidato da legenda, que sempre foi entusiasta da ideia do partido voltar a disputar uma eleição majoritária  em Dourados.

O nome dos pré-candidatos nas chapas majoritária e proporcionais será referendado durante Encontro Municipal do de Dourados que acontecerá no dia 6 de junho. A reunião será online e composta pelos membros do diretório.

Historiador da UFGD é a aposta do PT para a prefeitura de Dourados
Mais notícias