Familiares, população e políticos se despedem de ex-prefeito de Amambai

Sepultamento ocorreu no Cemitério Santo Antônio

O corpo do ex-prefeito de Amambai, Dirceu Lanzarini, morto na segunda-feira (24) após desentendimento com funcionário, foi sepultado no fim da manhã desta terça-feira (25). O velório ocorreu no salão principal do Alphaville Clube desde a noite de ontem e o sepultamento foi no Cemitério Municipal Santo Antônio.

Familiares, amigos, população em geral e políticos se despediram de Dirceu, que comandou aquele município por três mandatos. Estiveram no velório o presidente do PSDB em Mato Grosso do Sul, Sérgio de Paula, secretário do Governo Estadual, Eduardo Reidel; o secretário de Desenvolvimento Econômico e Agropecuária, Jaime Verruck; secretário de Administração, Roberto Hashioka e o Governador em Exercício, Murilo Zauith (DEM), entre outros. As informações foram publicadas pela Prefeitura de Amambai.

Caso

Identificado como Luiz ‘Paraguaio’, o funcionário que matou o ex-prefeito de Amambai teria sido cobrado pelo patrão por atrasar o plantio na fazenda em que trabalhava há cerca de 10 anos. A informação é do chefe da Sejusp (Secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Antonio Carlos Videira.

Ainda segundo o secretário, o funcionário fugiu em um trator, abandonado às margens do rio Amambaí. As buscas por ele prosseguem no município e a intenção é impedir que ele fuja para o lado paraguaio da fronteira.

“O homem trabalha com ele há dez anos, mas, conforme o relato do genro, não gostou de ser cobrado pelo atraso em um plantio e reagiu, sacando o revólver e disparando contra os dois”, comenta o chefe da Sejusp. Em depoimento, a esposa de Luiz teria dito também que o marido confessou o crime para ela.

Ao todo, o autor do crime atingiu Lanzarini com três tiros, um deles na cabeça – e que causou perda de massa encefálica. Equipes do DOF (Departamento de Operações de Fronteira), além de policiais de outros destacamentos das polícias Militar e Civil, participam do cerco ao autor em uma região de mata.

Já o genro de Lanzarini, Kesley Aparecido Vieira Matricardi, foi atingido por dois disparos, um no braço e outro no pescoço, de raspão. Foi ele quem fez o primeiro socorro ao sogro. Ambos foram levados para o Hospital do Coração de Dourados.

Mais notícias