Ex-ouvidor de Campo Grande, advogado Eduardo Haddad Filho morre de coronavírus

Eduardo Haddad Filho estava internado em CTI há uma semana. Sepultamento será às 15h desta quinta-feira no cemitério Jardim das Palmeiras

Faleceu em Campo Grande o advogado, professor e ex-ouvidor da Prefeitura Municipal, Eduardo Haddad Filho, mais uma vítima do novo coronavírus (). Ele estava internado há cerca de uma semana em CTI por conta de complicações da doença. O óbito foi comunicado nesta quinta-feira (13).

Conforme informações de amigos e familiares de Haddad, o sepultamento foi marcado para as 15h no Cemitério Jardim das Palmeiras, devendo seguir os protocolos sanitários decorrentes da –sem velório.

, Haddad foi membro efetivo do IAB (Instituto dos s Brasileiros), professor de Direito em Campo Grande, São Paulo e Rio de Janeiro, advogado com especialização em Direito Administrativo, Constitucional e em Administração Pública e consultor jurídico-parlamentar.

Em 2014, foi convidado pelo então prefeito para assumir a Ouvidoria-Geral da Prefeitura de Campo Grande, sendo responsável pelo encaminhamento de solicitações da população aos diferentes órgãos do Executivo. Ele já enfrentou comorbidades como o diabetes.

“Mais um amigo que perdeu a batalha para o coronavirus, enquanto isso milhares continuam a usar a máscara com mariz de fora ou mesmo nem a usam, descanse em Paz Eduardo Haddad”, postou um amigo de Haddad nas redes sociais.

“Eduardinho (Eduardo Haddad Filho) está indo para o céu. Agradecemos as orações que o mantiveram vivo e rogamos a Deus que o receba em seus braços, pertinho do Silvio e de nossos pais”, escreveu a irmã, Mariza. Eles haviam perdido recentemente o irmão, o médico Silvio Haddad, para um câncer, contra o qual lutou por anos.

Ex-ouvidor de Campo Grande, advogado Eduardo Haddad Filho morre de coronavírus
Mais notícias