Estado existe para dar assistência, diz líder de Reinaldo sobre isolamento social em MS

Deputado acredita que governo tem adotado critérios técnicos

Líder do governador (PSDB) na Assembleia Legislativa, o deputado estadual (PP) defendeu nesta sexta-feira (3) o isolamento social adotado pela gestão em Mato Grosso do Sul. “Incentivar meios para criar empregos, assistência social. O Estado existe para isso”, disse.

Para Claro, os gestores devem orientar-se por opiniões técnicas. “Nesse momento de pandemia o paradigma para decisão tem que ser objetivamente técnico”, afirmou.

O parlamentar ainda disse que o momento é de ajuda e que, com verbas federais, os valores devem passar dos R$ 20 milhões para MS. “Em economia, nos anos anteriores, a Assembleia Legislativa devolveu milhões e certamente havendo orçamento deverá fazer novamente. É preciso ter gestão pública eficiente com decisões responsáveis para combater na Saúde e na assistência. Essa é a nossa responsabilidade”.

Isolamento

Nesta sexta, Mato Grosso do Sul registrou 60 casos do novo coronavírus, o Covid-19, segundo boletim epidemiológico divulgado pelo governo do Estado. Outros 43 casos estão ainda sob investigação. A maior parte dos infectados no estado tem entre 20 e 49 anos, ou seja, está fora da chamada faixa de maior risco, acima dos 60 anos.

Secretário de Saúde, Geraldo Resende explicou que a ‘melhor máscara ainda é ficar em casa’, ao ser questionado sobre o uso das mesmas na rua. “Estamos estudando, mas o melhor mesmo a se fazer é permanecer em casa. Este é um apelo que eu faço aos mais de 2,7 milhões de sul-mato-grossenses”, reforçando durante a coletiva que a política no Estado é a de isolamento social.

Estado existe para dar assistência, diz líder de Reinaldo sobre isolamento social em MS
Mais notícias