Em MS, cinco deputados estaduais e dois federais são candidatos a prefeito

A maioria disputa a prefeitura de Campo Grande

Mato Grosso do Sul tem cinco deputados estaduais e dois federais que disputam as prefeituras do Estado. A maioria é postulante em Campo Grande, segundo o registro de candidaturas no TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral).

Da Alems (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul), cinco são candidatos, sendo três em Campo Grande. Pedro Kemp (PT), Márcio Fernandes (MDB) e João Henrique Catan (PL).

É a primeira vez que todos os citados disputam o cargo de prefeito da Capital. Ao todo, são 14 candidatos a chefe do Executivo em Campo Grande.

No interior, Barbosinha (DEM) disputa a prefeitura de Dourados com outros seis candidatos. Ele tem o apoio da maioria dos partidos na chapa majoritária.

Em Naviraí, o deputado estadual Onevan de Matos (PSDB) é candidato a prefeito. Ele já foi prefeito do município em 1988 enquanto era deputado, renunciando ao mandato parlamentar. 32 anos depois, tenta ocupar novamente a cadeira de chefe do Executivo municipal.

Dentre os oito deputados federais de Mato Grosso do Sul, dois estão na disputa por Campo Grande. Dagoberto Nogueira (PDT) disputa a prefeitura pela segunda vez. A primeira foi em 2004, sendo o terceiro mais votado dentre os candidatos na época.

Consta no registro das candidaturas o nome do deputado federal Loester Trutis (PSL) concorrendo ao pleito em Campo Grande. Porém, decisão do último domingo (27) da juíza Joseliza Alessandra Vanzela Turine anulou a convenção em que Trutis alegou ter recebido a maioria dos votos. 

Com isso, entraria na disputa o atual vereador Vinicius Siqueira (PSL), mas a candidatura dele ainda não foi registrada no TRE. 

Em MS, cinco deputados estaduais e dois federais são candidatos a prefeito
Mais notícias