ELEIÇÕES 2020: Com 73% dos votos, Odilon Ribeiro é reeleito prefeito de Aquidauana

Candidato do PSDB concorreu contra outros dois postulantes

Odilon Ribeiro () foi reeleito prefeito de Aquidauana, cidade no oeste do Estado, com 73,33% dos votos válidos. Há pouco o (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) anunciou o resultado da eleição deste domingo (15).

O prefeito eleito concorreu contra Viviane Orro (PSD), que teve 20,59% e Cipriano Mendes (PT), com 6,08%. 

O tucano cumprirá o mandato atual até 31 de dezembro deste ano, tomando posse para o novo período em 1º de janeiro de 2021.

Aquidauana tem uma população estimada de 48.029 habitantes, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Quem é

Produtor rural de 43 anos, Odilon foi eleito pela primeira vez em 2016. À , o prefeito reeleito de Aquidauana declarou ter R$ 16,5 milhões em bens. Ele disputou o cargo em 2008 pelo , mas não foi eleito.

Histórico

Os últimos anos foram marcados por reviravoltas e denúncias na prefeitura de Aquidauana. , na época no PTB, foi reeleito em 2004, derrotando Fauzi Suleiman, que era filiado na ocasião ao PT.

No primeiro mandato, ele chegou a ser afastado do cargo por suspeita de improbidade administrativa, mas acabou reassumindo as funções.

Quatro depois, Fauzi, que migrou para o PMDB, derrotou Odilon Ribeiro, que estava nos quadros do . Mas menos de um mês depois da eleição, o TRE cassou sua candidatura.

Ele foi acusado de fazer campanha irregular e distribuir cestas básicas em período eleitoral. Dessa forma, tomou posse em janeiro de 2013 o segundo colocado, José Henrique Trindade ().

Trindade também foi alvo de processo de impugnação, mas acabou inocentado pela corte eleitoral. O pedetista não disputou a reeleição em 2016, abrindo espaço para Odilon Ribeiro, já no .

ELEIÇÕES 2020: Com 73% dos votos, Odilon Ribeiro é reeleito prefeito de Aquidauana
Mais notícias