Política

‘Ele que lute’, diz Alexandre Frota sobre Trutis se tornar alvo da Polícia Federal por atentado fake em MS

Deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP), ex-colega de partido do deputado estadual Loester Trutis (PSL-MS), evitou comentar muito sobre a investigação da PF (Polícia Federal), que tornou Trutis alvo por forjar o atentado contra ele e um assessor, no começo deste ano. “Ele que lute”, se restringiu a dizer Frota ao Jornal Midiamax, nesta sexta-feira (13). […]

Fábio Oruê Publicado em 13/11/2020, às 15h30 - Atualizado às 18h24

Deputado federal Alexandre Frota e deputado estadual Loester Trutis eram 'colegas' de bancada no PSL. (Foto: Montagem, Jornal Midiamax)
Deputado federal Alexandre Frota e deputado estadual Loester Trutis eram 'colegas' de bancada no PSL. (Foto: Montagem, Jornal Midiamax) - Deputado federal Alexandre Frota e deputado estadual Loester Trutis eram 'colegas' de bancada no PSL. (Foto: Montagem, Jornal Midiamax)

Deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP), ex-colega de partido do deputado estadual Loester Trutis (PSL-MS), evitou comentar muito sobre a investigação da PF (Polícia Federal), que tornou Trutis alvo por forjar o atentado contra ele e um assessor, no começo deste ano.

“Ele que lute”, se restringiu a dizer Frota ao Jornal Midiamax, nesta sexta-feira (13). O parlamentar, que era uma das lideranças do PSL (Partido Social Liberal), foi expulso do partido em agosto do ano passado, por demonstrar “infidelidade” ao atacar o governo e colegas de bancada.

Sobre Loester, Frota disse que não tinha uma boa relação com ele quando eram colegas de bancada. “Eu pouco falei com o Trutis. Eu não me dava com ele; não era do meu grupo ali”, comentou. O deputado por Mato Grosso do Sul foi preso pela PF ontem (12) por porte ilegal de arma de fogo.

Nesta sexta, horas depois de deixar a prisão, Trutis divulgou um vídeo e não falou um ‘a’ sobre a farsa do atentado simulado por ele em fevereiro de 2020 e descoberta pela investigação da Polícia Federal. Mas, disparou contra a imprensa e comentou sobre o cumprimento dos mandados do STF pela PF em seu endereço na quinta-feira.

Jornal Midiamax