Deputados de MS param trabalhos na Assembleia por 15 dias por causa do coronavírus

Eduardo Rocha (MDB) testou por Coronavírus e resultado deve sair em dois dias

Por conta do Coronavírus, os deputados estaduais de Mato Grosso do Sul suspenderam as sessões e os trabalhos da Assembleia Legislativa por 15 dias, a partir de quarta-feira (18). A decisão foi tomada em sessão  nesta terça-feira (16), depois do deputado Eduardo Rocha (MDB) testar o COVID-19.

No fim da sessão, o presidente da Casa de Leis, Paulo Corrêa (PSDB) perguntou sobre a possibilidade da suspensão de 15 dias, até 2 de abril. Os 16 deputados presentes votaram a favor.

Eduardo Rocha (MDB) vice-presidente da ALMS, fez o teste do Coronavírus por precaução nesta terça-feira e o resultado deve sair em dois dias. Conforme a assessoria de Rocha, o parlamentar fez o teste por ter ido a Brasília e São Paulo na semana passada e também pela sua esposa, senadora Simone Tebet (MDB) ter feito o teste. Ele está em casa, em Campo Grande.

Segundo Corrêa, com a decisão de suspender os trabalhos, apenas serviços essenciais vão funcionar internamente. “Peço aos deputados que estejam de prontidão para qualquer coisa. Vamos suspender em função do aumento grande do Coronavírus no Estado”. 

Corrêa disse que a Casa vai observar a situação da pandemia durante os 15 dias. “Não sabemos a receita, não sabe o que fazer, mas neste momento como existe um deputado que está sendo testado coronavírus e aqui tem pessoas com mais de 60 anos, vamos suspender a partir de amanhã”.

Com isso, as reuniões da CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação) também estão suspensas. A CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Energisa, está mantida durante este período. Os prazos de projetos de leis que tramitam na Casa também estão suspensos, sem contagem de tempo.

Deputados de MS param trabalhos na Assembleia por 15 dias por causa do coronavírus
Mais notícias