Custo da campanha: confira quanto cada candidato a prefeito de Campo Grande já recebeu e gastou

Além de recursos das executivas nacionais dos partidos, políticos também recebem doações

Em campanha desde o final de setembro, os candidatos à prefeitura de Campo Grande somam altas cifras doadas para custear os trabalhos de convencimento ao eleitor. De acordo com os dados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), entre os postulantes à prefeitura da Capital há quem já tenha recebido montante de R$ 1,2 milhão do partido e quem ainda esteja sem recursos para o trabalho.

De todos os candidatos que o Jornal Midiamax apurou os dados da transparência da campanha, os únicos que não divulgaram os valores são Thiago de Carvalho Assad () e Cris Duarte ().

Todos os valores e informações descritos são referentes ao início da campanha até esta terça-feira (20), os recursos podem ser recebidos pelos partidos ao longo da campanha, por isso, os números mudam diariamente.

Com o segundo maior investimento, o candidato , do PDT, tem recurso milionário da legenda nacional. O valor de R$ 1,1 milhão é de uma única doação do partido. Com esse valor, o candidato já doou quase R$ 300 mil a outros candidatos ou partidos.

Delegada Sidnéia, do Pode, possui atualmente R$ 30 mil disponível para a campanha, todo o valor veio do partido. Seus dois maiores gastos até agora foram em locação de bens móveis e em produções publicitárias.

O candidato Esacheu Nascimento, do , recebeu o recurso total de R$ 113.050,00. Mais de 97% do montante é doação do partido e o restante são doações pessoais de R$ 2.500,00. Até o momento, nenhuma despesa foi publicada.

Com a segunda maior porcentagem de recursos doados por pessoas físicas, Guto Scarpanti, do Novo, conta com o recurso total de R$ 62.130,00. Desse valor, R$ 15.500,00 vem do partido, R$ 2 mil do próprio candidato e o restante de doações pessoais. Os dois maiores gastos são em serviços prestados por terceiros e serviços advocatícios.

João Henrique Catan, do PL, é o único candidato que conta apenas com doações próprias. O recurso total está em R$ 16.500,00 e seu maior investimento foi em impulsionamento de conteúdos na internet e peças publicitárias.

Candidato do , Marcelo Bluma, tem um recurso de R$ 250 mil e este vem todo de doação do partido. Até o momento, não foi divulgada nenhuma despesa.

Marcelo Miglioli, do Solidariedade, também conta com doações apenas do partido. Os recursos totais, até agora estão em R$ 676 mil. Desse valor, mais de R$ 73 mil foram gastos com adesivos publicitários.

Com o maior recurso recebido, Marcio Fernandes, candidato pelo MDB tem R$ 1,2 milhão recebido pela executiva nacional do partido e o próprio candidato doou R$ 10 mil para a campanha. O maior valor em despesas até agora foi de R$ 3 mil, em produções de programas de rádio e televisões.

O atual prefeito e candidato à reeleição, Marquinhos Trad, do PSD, é o único a ter recursos apenas de doações pessoais. Toda sua campanha, até o momento, tem pouco mais de R$ 220 mil arrecadados. Seu maior gasto foi com publicidade por materiais impressos, no valor de R$ 84 mil.

Candidato do PSC, Paulo Matos, está com quase R$ 300 mil em recursos arrecadados. Do próprio candidato, tem a doação de R$ 10.5000,00 e os outros 96.45% do partido. Nenhum gasto foi publicado.

Em mais de meio milhão de reais, Pedro Kemp, do PT, tem recursos de partidos, doações pessoais e dele mesmo. O maior valor fica com o Partido dos Trabalhadores, em R$ 510 mil, depois R$ 30 mil do próprio candidato e mil reais em doação pessoal. Ainda não houve publicação sobre os gastos da campanha.

Procurador afastado e candidato a prefeito pelo Avante, Sergio Harfouche, está com R$ 73 mil em recursos. Onde R$ 70 mil é do partido e R$ 3 mil de doações pessoais. Assim como o atual prefeito, seu maior gasto também é em publicidade por materiais impressos.

Com dois candidatos a prefeito, PSL, doa R$ 50 mil para campanha de Trutis. Além da doação do partido, o próprio candidato doou R$ 5 mil. Ainda não foi divulgada nenhuma despesa.

O outro candidato do PSL, conta com uma doação partidária de R$ 300 mil, valor esse que é o total de recursos da campanha, não houve nenhuma outra doação. Também não divulgou nenhum gasto. Todas as informações obtidas pela reportagem são públicas e podem ser conferidas no DivulgaCand.

Custo da campanha: confira quanto cada candidato a prefeito de Campo Grande já recebeu e gastou
Mais notícias