Convite para ser candidato a prefeito pelo PCdoB veio atrasado, diz Valdir Gomes

Vereador vai deixar o PP e deve disputar a reeleição pelo PSD

O vereador de Campo Grande Valdir Gomes (PP) recebeu convite do PCdoB para ser candidato a prefeito na Capital. De saída do PP e com um pé no PSD, Gomes disse que o convite veio tarde.

A janela partidária para troca de legendas sem correr o risco de perder o mandato foi aberta para vereadores e prefeitos do Brasil no dia 5 de março e vai até 3 de abril. 

Gomes já anunciou sua saída do Progressista por vários descontentamentos noticiados pelo Jornal Midiamax. A última revelação do vereador, foi que o PP não o escolheu como pré-candidato a prefeito, passando o posto para o presidente da Santa Casa de Campo Grande, Esacheu Nascimento. 

No sábado (7), Valdir Gomes postou em suas redes sociais, foto com os dirigentes do PCdoB, com a presidente estadual Iara Gutiérrez,o presidente municipal Renato Pires de Paula e o diretor estadual da sigla, Fabio Paes. Na reunião, ele recebeu o convite para disputar a prefeitura pela sigla. “Fizeram a proposta, mas o convite veio tarde. Essa eleição é chapa única, tem que ter base. Agradeci pela escolha e meu caminho mesmo é a reeleição a vereador”.

Sobre a decisão de filiação  no PSD, o vereador revelou que vai conversar na próxima segunda-feira (9) com o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad. “Amanhã tenho mais um conversa com o prefeito, mas o caminho é esse. Fiquei feliz com o convite do PCdoB e de outros partidos que vieram atrás, mas tenho meu segmento não posso me empolgar com tudo que vem”.

Sobre a fala do presidente estadual do PP, Evander Vendramini de que o partido tem dois pré-candidatos a prefeito na Capital, Valdir disse que a direção sabia de sua vontade para disputar a prefeitura. “Não houve conversa nenhuma, Vendramini alegou que eu não fui numa reunião que teve. Mas na convenção que teve no ano passado, foi para apresentar o presidente da Santa Casa como pré-candidato”.

O vereador reforça que respeita Vendramini, mas diz que ele sabia que Gomes queria assumir a presidência municipal, comandada pelo vereador Cazuza. “Os dois cargos de secretário foram dados para assessores ligado ao outro deputado estadual”, disse se referindo a Gerson Claro.

Valdir Gomes relatou ainda que o PP tinha três vereadores na Capital (além dele, Dharleng Campo que se filiou ao MDB e Cazuza). “Não tivemos a oportunidade de conversar, mas não vou causar polêmica, vou sair de boa”.

Sobre a possibilidade de se candidatar a prefeito em 2024, Valdir Gomes diz que é preciso focar na tentativa do 4º mandato. “Meu foco é a reeleição, talvez eu possa disputar para deputado estadual em outra oportunidade”.

Convite para ser candidato a prefeito pelo PCdoB veio atrasado, diz Valdir Gomes
Mais notícias