Convenção virtual é saída para partidos cumprirem calendário eleitoral na pandemia

A decisão foi tomada pelo TSE nesta quinta-feira (04) e ainda deve ser regrada

Nesta quinta-feira (04), o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) aprovou com unanimidade de votos a realização de convenções partidárias virtuais em meio à pandemia do coronavírus. Em Mato Grosso do Sul alguns partidos já usam plataformas online para realizar aproximação com o público eleitoral.

De acordo com o , as convenções partidárias deverão ser realizadas entre o dia 20 de julho e 5 de agosto. Por reunir um grande número de pessoas, as convenções causam aglomeração, cenário impossível em meio à pandemia do coronavírus.

A decisão foi tomada pelo Plenário visando o isolamento social, indicado pela (Organização Mundial da Saúde) como forma de enfrentamento ao coronavírus. Após sugestão do ministro Luis Felipe Salomão, o presidente do TSE, Luís Roberto Barroso concordou em criar um GT (Grupo de Trabalho) para estudar e definir regras com ênfase especial nas convenções virtuais.

Movimentações virtuais no MS

Em Mato Grosso do Sul, o PT (Partido dos Trabalhadores) deve utilizar as redes sociais como alternativa de relacionamento com o público eleitoral durante a pandemia. No do PT de Campo Grande, o partido divulgou a realização de pré-conferência virtual nos dias 12 e 13 de junho.

De acordo com o deputado Pedro Kemp, pré-candidato à prefeito de Campo Grande, no dia 12 será realizada a abertura do encontro para todo o público e no dia 13 a reunião será em plataforma apenas para os filiados do PT. “Vamos aprovar política de alianças, programa de governo e as candidaturas a prefeito e vereadores”, afirmou.

Outros partidos que fazem parte do cenário político sul-mato-grossense, como (Partido Social Democrático), B (Partido da Social Democracia Brasileira), PP (Partido Progressista) e (Movimento Democrático Brasileiro), devem aguardar o panorama da pandemia nas próximas semanas para definir se farão uso das convenções virtuais.

Convenção virtual é saída para partidos cumprirem calendário eleitoral na pandemia
Mais notícias