Com sessões curtas, Câmara de Campo Grande pauta quatro projetos para quinta-feira

Propostas em regime de urgência também podem ser analisadas amanhã

A Câmara de Campo Grande tem feito sessões mais curtas do que o regular, diante da pandemia de coronavírus. Com a ordem do dia mantida, os vereadores vão votar quatro projetos de leis, segundo pauta divulgada pela Casa de Leis.

Outras propostas em regime de urgência, sem que estejam na pauta, também podem ser votadas amanhã. Há ao menos duas medidas relacionadas à pandemia pendentes de análise, como a que suspende pagamento de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e outra para ajudar empresários durante a crise.

Em segunda discussão, será votado o projeto sobre Marco Referencial da Gastronomia. Propostas que tratam do programa de promoção da valorização dos protetores e cuidadores de animais soltos ou abandonados e a que disponibiliza guarda-volumes nas agências bancárias de Campo Grande, serão analisadas em primeira votação.

Na mesma situação se enquadra projeto que altera item de lei sobre permanência de salva-vidas em clubes sociais. Os detalhes da mudança não estão disponíveis, já que o sistema de consulta de proposições da Câmara, está fora do ar.

Sessões com restrições

Desde 17 de março, os vereadores fazem sessões sem público e imprensa e com máscaras e álcool em gel. A Casa de Leis também autorizou trabalho de casa e reduziu expediente. O grande expediente, palavra livre e leitura das indicações, partes de uma sessão nas quais parlamentares costumam fazer debates, foram extintas neste período. Após ritos de leitura de moções, projetos apresentados e fala dos líderes, os parlamentares iniciam a ordem do dia – quando projetos de leis são votados.

Com sessões curtas, Câmara de Campo Grande pauta quatro projetos para quinta-feira
Mais notícias