Com aprovação para Dois Irmãos do Buriti, já são 48 municípios de MS com decreto de calamidade pública

Deputados aprovaram calamidade pública devido ao avanço do coronavírus

Os deputados estaduais de Mato Grosso do Sul aprovaram nesta quarta-feira (12), decreto de calamidade pública devido ao avanço do coronavírus ao município de Dois Irmãos do Buriti. Com esse, já são 48 cidades do Estado que receberam o aval dos parlamentares.

Dois Irmãos registrou quatro mortes desde o começo da pandemia e tem 26 casos da doença, conforme boletim epidemiológico da SES (Secretaria de Estado de Saúde) da última terça-feira (11).

Com o estado de calamidade, o prefeito fica autorizado a abrir crédito extraordinário, movimentar dotações por meio de transposição, remanejamento, transferência e utilizar a reserva de contingência. A vigência da calamidade pública é até 31 de dezembro.

Para aprovação, os deputados alegam que o presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) já decretou calamidade pública por causa da , assim como o governador Reinaldo Azambuja (PSDB). Apenas Capitão Contar (PSL) assim como nas outras votações, foi contrário.

Com isso, já são 48 municípios com a aprovação de calamidade. São eles: Brasilândia, Água Clara, Fátima do Sul, Campo Grande, Glória de Dourados, Inocência, Paranaíba, Cassilândia, Batayporã, Rio Brilhante, Aral Moreira, Guia Lopes da Laguna, Naviraí, Costa Rica, Chapadão do Sul, Sidrolândia, Douradina, Jardim, Aquidauana, Bonito, Miranda, Rio Negro, Laguna Carapã, Santa Rita do Pardo, Itaporã, Ponta Porã, Juti, Ladário, Caarapó, Aparecida do Taboado, Rio Verde de Mato Grosso, Três Lagoas, Dois Irmãos do Buriti, Fátima do Sul, Vicentina, Terenos, Bela Vista, Bodoquena, Iguatemi, Eldorado, Anaurilândia, Ivinhema.

Com aprovação para Dois Irmãos do Buriti, já são 48 municípios de MS com decreto de calamidade pública
Mais notícias