Câmara de Campo Grande pauta projetos sobre construções e estacionamento

Cinco medidas devem ser analisadas pelos vereadores na sessão

A pautou cinco projetos de leis para votação nesta terça-feira (11), durante a sessão que, desde a semana passada, ocorre de forma remota por causa do avanço do coronavírus. A reunião pode ser acompanhada no canal do Facebook  https://www.facebook.com/camaracgms/ e no Youtube https://www.youtube.com/camaramunicipalcg.

Com prazo prestes a esgotar, a proposta sobre estudo de impacto de vizinhança, da Prefeitura de Campo Grande, trancou a pauta na semana passada – quando nenhum outro projeto pode ser analisado até que o primeiro seja concluído. A medida volta para análise nesta terça, depois do recebimento de oito emendas de vereadores, propondo alterações.

Segundo a Casa de Leis, o Estudo e Relatório terão de ser elaborados pelos empreendedores para contemplar os efeitos positivos e negativos do empreendimento quanto à qualidade de vida da população residente na área ou proximidades, avaliando uma lista de itens, a exemplo do trânsito, demandas por serviços e infraestrutura urbana, geração de poluição ambiental e sonora, entre outros. O projeto é um desdobramento do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano e Ambiental.

Os vereadores votam ainda quatro Projetos de Lei em segunda discussão. Um deles é sobre normas para cobrança de preço pelo estacionamento de veículos nos estacionamentos particulares de Campo Grande. A proposta do vereador Papy (SD) proíbe multa por extravio de cartão de estacionamento, devendo os estabelecimentos manterem registros da entrada e saída dos veículos.

Também será votado o 9.647/19, do vereador João Rocha (PSDB), que nomeia a Unidade de Saúde da Família, localizada no Bairro Nova Bahia,  de “Conselheiro de Saúde Edney Arantes de Campos”.

Ainda, os parlamentares analisam colocação de cartaz informando o telefone do Grupo Amor Vida. A Associação presta serviço humanitário de prevenção do suicídio por meio de apoio emocional à pessoa em crise, via telefone ou, em casos extraordinários, presencial. O grupo atende pelos telefones 3383-4112, (67) 99266-6560 (claro) e (67) 99644-4141 (vivo). A proposta é dos vereadores Otávio Trad (PSD) e Enfermeira Cida Amaral (PSDB).

Por fim, também será votado proposta da vereadora Dharleng Campos (MDB), sobre incentivo ao cultivo de citronela e ou crotalária, como método natural de combate à dengue no Município de Campo Grande

Câmara de Campo Grande pauta projetos sobre construções e estacionamento
Mais notícias