Câmara de Campo Grande pauta cinco projetos de lei na volta do recesso

Sessões podem ser feitas de forma remota por causa da pandemia de coronavírus

Na primeira sessão após o recesso parlamentar, marcada para próxima terça-feira (4), a Câmara Municipal de Campo Grande analisa cinco projetos de leis. Entre eles, propostas que modifica cobrança em estacionamentos e a que discute o estudo de impacto de vizinhança.

Os vereadores entraram de recesso em 16 de julho e, agora, podem voltar com sessões de forma remota, de acordo com o presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, vereador João Rocha (PB), por causa do avanço do coronavírus.

Segundo a pauta de votação, será analisado o projeto que denomina a UBSF (Unidade de Saúde da Família) da Nova Bahia de “Conselheiro de Saúde Edney Arantes de Campos”, de autoria do vereador João Rocha.

Outra medida analisada é afixação de cartaz informando o telefone do grupo Amor Vida – Gav, dos vereadores Otávio Trad (P) e (PB).

Também será debatida a proposta de incentivo ao cultivo de Citronela como método natural de combate à dengue, de autoria da vereadora Dharleng Campos ().

Os dois primeiros projetos de leis citados no texto foram propostos por Papy () e da Prefeitura de Campo Grande, respectivamente. A sessão da Câmara Municipal de Campo Grande começa às 9 horas e é transmitida pelas redes sociais da Casa de Leis.

Câmara de Campo Grande pauta cinco projetos de lei na volta do recesso
Mais notícias