Câmara de Campo Grande aprova moção de pesar pela morte de Roberto Orro, ex-deputado

Pai do deputado Felipe Orro (PSDB), ex-parlamentar faleceu aos 83 anos

A aprovou moção de pesar destinada aos familiares de Roberto Orro, que morreu na segunda-feira (23) aos 83 anos. Pai do deputado estadual Felipe Orro (), Roberto já foi parlamentar e secretário de Justiça de Mato Grosso do Sul.

Durante a sessão desta terça-feira (24), o vereador Wellington de Oliveira () apresentou o documento de homenagem e afirmou que se trata de ‘um momento de dor para todos’. Como outros parlamentares também manifestaram pesar, a moção foi assinada por todos da Casa de Leis.

Roberto Orro participou da promulgação da 1ª Constituição Estadual, em 13 de junho de 1979, e recebeu homenagem em 2019, durante evento dos 40 anos da Carta Constituinte. Nesta terça-feira, o Governo de MS decretou luto oficial por três dias pelo falecimento.

Histórico

Advogado, Orro é pai do deputado estadual Felipe Orro (). Ele iniciou a carreira política como vereador em Aquidauana, sendo eleito para a 1ª legislatura da ( do Estado de ), cumprindo mais três mandatos parlamentares.

Foi eleito segundo suplente do senador Saldanha Derzi em 1986, pelo então PMDB. No ano seguinte, assumiu o comando da Secretaria de Estado de Justiça, no governo de Marcelo Miranda Soares. O parlamentar presidiu a de 1995 a 1997. Concluiu seu quarto mandato em 2007.

Segundo a Casa de Leis, a causa da morte foi uma hipertensão craniana. Orro lutava há alguns anos contra alguns problemas de saúde e foi internado várias vezes nos últimos meses.

Câmara de Campo Grande aprova moção de pesar pela morte de Roberto Orro, ex-deputado
Mais notícias