Política

Após perder vaga, Dharleng confirma que não vai à diplomação dos eleitos no TRE-MS

Já Delei Pinheiro (PSD), que fica com a vaga de Dharleng Campos (MDB), também não deve receber o documento na diplomação de hoje (16).

Jones Mário Publicado em 16/12/2020, às 16h07

Vereadora Dharleng Campos, durante sessão na Câmara Municipal. (Foto: Izaias Medeiros/CMCG, Arquivo)
Vereadora Dharleng Campos, durante sessão na Câmara Municipal. (Foto: Izaias Medeiros/CMCG, Arquivo) - Vereadora Dharleng Campos, durante sessão na Câmara Municipal. (Foto: Izaias Medeiros/CMCG, Arquivo)

A vereadora Dharleng Campos (MDB) confirmou que não vai à diplomação dos eleitos em Campo Grande, marcada para logo mais, às 17h, na sede do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral).

Mais cedo, o tribunal acatou recurso de Delei Pinheiro (PSD) e deferiu seu registro de candidatura. A decisão determina a retotalização dos votos de 15 de novembro e reconduz Delei à Câmara Municipal.

A maior prejudicada é Dharleng, até então eleita com menor desempenho nas urnas (1.782 votos), que, assim, perde sua cadeira. A defesa da vereadora emedebista disse que pretende recorrer da decisão ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Por outro lado, Delei Pinheiro também não deve ser diplomado hoje. Isto porque a nova totalização dos votos exige o acompanhamento dos partidos políticos, do Ministério Público e da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil). Por força de resolução do TSE, as entidades devem ser convocadas com pelo menos dois dias de antecedência. Com isso, a tendência é que o candidato do PSD receba o documento que autoriza sua posse só na sexta-feira (18).

O TRE-MS diploma prefeito, vice e vereadores eleitos na Capital para o mandato 2021-2024 em cerimônia restrita, a fim de evitar aglomerações. Assessores, público geral e imprensa poderão acompanhar a solenidade pelo canal do TRE-MS no YouTube, ao vivo.

Além de Marquinhos Trad (PSD) e Adriane Lopes (Patriota), respectivamente prefeito e vice reeleitos, o tribunal também confere o atestado aos 29 candidatos a vereador vencedores nas urnas. A exclusão de Dharleng da composição da Câmara derruba para 16 o número de parlamentares reeleitos.

Jornal Midiamax