Após corintianos e palmeirenses nas ruas de SP, torcedores de MS ainda não cogitam protestos

Avenida Paulista em São Paulo foi marcada por manifestação de torcidas na tarde do último domingo (31)

Manifestação contra atos que vêm sem realizados por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) como a que foi realizada pela Gaviões da Fiel e outras torcidas no último domingo (31) na Avenida Paulista, em São Paulo, não está prevista para ser feita pelos torcedores, em Campo Grande. 

Na capital paulista, os torcedores realizaram um protesto antifascismo e pela democracia. A manifestação foi organizada em repúdio aos atos que vêm sendo realizados por apoiadores do presidente Bolsonaro.

De acordo com o vice-presidente do Pavilhão 9 de Campo Grande, torcida organizada do Corinthians, Emerson da Costa, os torcedores não estão organizando nenhuma manifestação. Os torcedores do Comercial, time campo-grandense, também não devem fazer nenhum ato.

Alguns torcedores do Operário criaram um grupo no última dia 26, chamado Antifa Operariana. A reportagem do Jornal Midiamax entrou em contato com um dos organizadores do grupo, ele disse que retornaria, mas até o fechamento deste texto não atendeu as ligações.

Manifestação na Paulista

O movimento foi convocado por coletivos antifascistas da torcida do Corinthians e lideranças da Gaviões da Fiel, mas também reuniu torcedores de outros times, como do Palmeiras e do Santos. “Ditadura nunca mais!” e “Democracia” foram alguns dos gritos dos manifestantes, de acordo com vídeos compartilhados nas redes sociais.

Após corintianos e palmeirenses nas ruas de SP, torcedores de MS ainda não cogitam protestos
Mais notícias