Após 4 anos, Esacheu Nascimento deixa o comando da Santa Casa de Campo Grande

Advogado entregou carta de renúncia na noite de quinta-feira em meio a ‘novo desafio de impacto municipal’

O advogado Esacheu Cipriano Nascimento deixou, na noite de quinta-feira (26), a presidência do Conselho de Administração da ABCG (Associação Beneficente Santa Casa de Campo Grande) e da AASC (Associação Amigos da Santa Casa). No cargo desde 2016 e reeleito para o posto, ele encerrou a passagem pelo hospital com encontros com dirigentes.

Em nota, Esacheu informou deixar o cargo para “traçar um novo desafio de impacto municipal”. Filiado ao Progressistas, ele é cotado como pré-candidato do partido à prefeitura –a legislação eleitoral estabelece que candidatos no pleito deste ano devem deixar cargos de comando em entidades da sociedade civil em geral, caso da ABCG, até seis meses antes do primeiro turno de votação, marcado para o início de outubro.

O agora ex-diretor da Santa Casa deixa o posto apontando conquistas “em favor da saúde dos pacientes atendidos no hospital, da recuperação do prédio principal e, consequentemente, em construções e reformas, o que foi devidamente pontuado em forma de agradecimento por todos os que acompanharam a despedida”, destacou o texto.

A troca de gestão ocorreu em meio a homenagem do diretor-secretário, Heitor Freire, que colocou a atual gestão ao lado das de Eduardo dos Santos Pereira (que fundou o hospital) e Arthur D’Ávila Filho (a construção do prédio), por apontar a realização de mudanças estruturais na Santa Casa. “Precisamos agora dar continuidade a esse trabalho que não será fácil, mas seguiremos todos firmes e fortes e o apoiando em todos os seus desafios”, disse Freire.

À noite, em reunião do Conselho de Administração da ABCG por videoconferência, Esacheu apresentou a carta de renúncia, levando à posse imediata dos sucessores no órgão.

A presidência da ABCG passa a ser exercida pelo economista Heber Xavier, tendo como vice-presidente Heitor Rodrigues Freire e como diretora-secretária Alir Terra Lima. Com o ato, ficou declarado vago o cargo de diretor-secretário adjunto, para o qual foi convocada uma reunião extraordinária para 6 de abril para definição.

“Podem ter certeza de que estarei sempre ao lado de todos para levar adiante esta importante obra filantrópica que herdamos das gerações pretéritas e nos comprometemos a legar maior e melhor para as futuras gerações”, disse Esacheu.

Após 4 anos, Esacheu Nascimento deixa o comando da Santa Casa de Campo Grande
Mais notícias