47% não pagam IPTU, lembra Marquinhos após reclamação de veto a asfalto

Prefeito discursou na Câmara nesta segunda-feira

O prefeito de Campo Grande Marquinhos Trad (PSD) pontuou em discurso na Câmara nesta segunda-feira (03) que cerca de 47% dos contribuintes está inadimplente com o IPTU (Imposto Territorial Predial Urbano). Na reabertura dos trabalhos da Casa após o recesso parlamentar, o prefeito rebateu às manifestações de cerca de dez pessoas durante o pronunciamento.

Com cartazes e faixas, os moradores do Bairro Porto Galo reclamaram do veto feito às emendas com previsão de asfalto. “A Prefeitura tem se esforçado, mas boa parte dos recursos para asfalto é do Governo Federal. Essa foi a primeira vez que os vereadores apresentaram dentro das emendas, um terço de pedidos de asfalto. Se nós fôssemos atender a todas seria um custo superior a R$ 144 milhões”, explicou o prefeito.

Marquinhos disse que a prioridade é atender o retorno dos mais de 111 mil alunos da Reme (Rede Municipal de Ensino) com materiais escolares, kits e merenda. “Nós não temos esse dinheiro. Eu levo vocês na Sefin (Secretaria de Finanças), mostro as contas. Existe uma inadimplência de 47% com IPTU, mas nós não podemos deixar de pagar uniformes, merendas, kits”.

O prefeito ainda convidou os moradores a formarem uma comissão para ir a Brasília. “Tenho inúmeros protocolos de ida ao Ministério do Desenvolvimento Regional. Posso pagar passagem de uma comissão que vá comigo acompanhar uma reunião com o ministro, para vocês ouvirem ele o posicionamento sobre se tem verba ou não”, pontuou.

Ao final do discurso, o prefeito convocou os moradores para uma reunião ainda nesta segunda para que o assunto fosse discutido.

47% não pagam IPTU, lembra Marquinhos após reclamação de veto a asfalto
Mais notícias