Vice ideal é a Adriane Lopes, diz Marquinhos sobre chapa de reeleição em 2020

Prefeito de Campo Grande voltou a afirmar que parceria entre ele e Reinaldo Azambuja é administrativa

O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), afirmou que não tem “nenhuma” parceria política com o governo de Reinaldo Azambuja (PSDB) e que a atual vice-prefeita Adriane Lopes (Patri) pode continuar no projeto em busca da reeleição em 2020.

Neste sábado (12), Dia das Crianças, o chefe do Executivo municipal foi ao Camelódromo e Mercadão de Campo Grande. Na ocasião, voltou a dizer que o combinado entre ele e Reinaldo é conversar sobre política e eventual apoio a partir de março do ano que vem.

“A única parceria que tenho é administrativa, política, nenhuma”, respondeu Marquinhos quando indagado sobre Carlos Alberto Assis, secretário de articulação política do governo, ser indicado do PSDB a vice na chapa do atual prefeito. Em resposta sobre qual o perfil tem de ter o vice, Marquinhos disse que Adriane é a escolha ideal. “Hoje? Eu digo a Adriane, porque não? Está indo tudo certo, está indo tudo bem”.

Nos bastidores, nomes como de Assis e do presidente da Câmara Municipal da Capital, vereador João Rocha (PSDB), circulam como escolhas para disputa a vice. Contudo, o presidente afirmou que, a princípio, a intenção é se reeleger vereador. Assis também desconversou ao dizer em uma ocasião que tem vontade de ser prefeito.

Dentro do PSDB, no entanto, Rose Modesto, deputada federal e quem disputou contra Marquinhos em 2016, deixa claro que quer ser candidata novamente em 2020. As falas, que em alguns casos demonstram insatisfação por parte da deputada com o ninho tucano, foram ditas em meio à afirmação do presidente do PSD em MS de que o PSDB vai sim indicar o candidato vice do prefeito.

Mais notícias