Vereadores dizem que renúncia de Bernal pelo Facebook mostra desorganização do PP

Parlamentares de Campo Grande esperam anúncio oficial antes de comentarem quais serão os rumos do partido

Os três vereadores de Campo Grande pelo Progressistas foram cautelosos ao comentar a renúncia do ex-prefeito Alcides Bernal do comando regional da legenda. Alguns, inclusive, demonstraram descontentamento pelo anúncio ter sido feito através de uma rede social, e não em uma reunião interna com os correligionários.

“Estamos sabendo tudo pelas redes sociais, assim como vocês. Infelizmente, não fomos comunicados nem pelo presidente da municipal, que é o Cazuza, a respeito disso. Também não sei se ele sabia ou não. O próprio Evander, que era uma das pessoas que vinha se manifestando há muito tempo que gostaria de ser o novo presidente, também não nos falou nada. Então, para mim, continua dentro da mesma desorganização que estava”, disparou Dharleng Campos, nesta terça-feira (18).

O vereador Cazuza, por sua vez, também revelou ter ficado “surpreso” com a forma que foi escolhida por Bernal para anunciar sua decisão. “Em vez de fazer uma reunião interna, conversar, o por quê… Mas vamos aguardar os próximos capítulos para ver se isso procede, se concretiza ou não”, explicou.

Valdir Gomes fez coro aos colegas e também reclamou de ter sido pego de surpresa. “Nós não tomamos conhecimento [da renúncia de Bernal] porque não houve nenhuma reunião. Ficamos sabendo pela imprensa. Ficamos todos surpresos com essa decisão”, disse.

Os três são unânimes ao afirmar que esperam que o PP volte a se fortalecer com uma eventual mudança no comando regional, e estar organizado para as disputas municipais de 2020.

Anúncio

O ex-prefeito de Campo Grande Alcides Bernal anunciou na segunda-feira (17) que vai se afastar do comando regional do PP e que também pode antecipar as eleições do partido em Mato Grosso do Sul. Em seu lugar, deve assumir o deputado estadual Evander Vendramini, atual vice-presidente estadual da legenda.

“Talvez o problema seja eu mesmo”, afirmou o ex-prefeito de Campo Grande em entrevista por telefone ao Jornal Midiamax.

Pouco depois, Bernal também fez o anúncio em seu perfil pessoal no Facebook. “O mandato no diretório vai só até o dia 11 de agosto, então eu posso antecipar as eleições ou me licenciar agora e deixar para Evander”.

Além disso, ele também revelou um pedido de Evander em Brasília (DF), na convenção nacional do partido, para assumir o comando regional da sigla. “Mas eles [executiva nacional] afirmaram que desse jeito não poderia acontecer, já que existe um diretório local a ser respeitado”, comenta o ex-prefeito.

Mais notícias