Vereadores avaliam veto à presença de psicólogos em escolas municipais

Quatro projetos de lei e dois vetos do prefeito Marquinhos Trad estão na pauta desta terça-feira

Os vereadores da Câmara de Campo Grande analisam, nesta terça-feira (2), quatro projetos de lei e dois vetos do prefeito Marquinhos Trad (PSD).

Em única discussão e votação, será analisado o veto total ao Projeto de Lei 8.720/17, que autoriza o Poder Executivo a instituir, nas escolas municipais, a presença de profissionais de psicologia para atendimento às crianças com deficiência. A proposta é de autoria dos vereadores William Maksoud (PMN), Dr. Lívio (PSDB), André Salineiro (PSDB), Delegado Wellington (PSDB), Dharleng Campos (PP), João César Mattogrosso (PSDB), e Dr. Cury (SD).

E, também, o veto total ao Projeto de Lei 9.319/18, dos vereadores Ademir Santana (PDT), Delegado Wellington (PSDB) e Eduardo Romero (Rede), que institui, no distrito de Rochedinho, o “Programa Portal do Ciclismo”.

Em segunda discussão e votação, os vereadores apreciam o Projeto de Lei 9.151/18, substitutivo ao projeto de Lei Complementar 621/18, que altera a Lei 5.650, de 6 de janeiro de 2016. A proposta é de autoria do vereador Dr. Lívio (PSDB) e cria o Dia Municipal da Homeopatia, a ser celebrado anualmente no dia 21 de novembro.

Em primeira discussão e votação, vai a plenário outros três projetos de lei. O PL 9.131/19, também do vereador Dr. Lívio (PSDB), que institui o Núcleo de Apoio à Comunidade Escolar. O PL 9.168/18, do vereador Otávio Trad (PTB), que altera para “Mara Mendes” a denominação do Centro de Educação Infantil “Vó Fina”, localizado na Rua Paraisópolis, n. 445, Vila Santo Eugênio, e o PL 9.178/18, que institui no Calendário Oficial de Eventos de Campo Grande os Jogos Municipais dos Idosos – JOMI, a serem realizados anualmente. O projeto é de autoria dos vereadores Papy (SD) e Valdir Gomes (PP).

Mais notícias