Com processos suspensos, vereadores afastados voltam à Câmara de Dourados nesta segunda

Parlamentares são esperados na sessão desta segunda-feira (19) para retomar as vagas

A Sessão Ordinária da Câmara de Dourados desta segunda-feira (19) será marcada pela volta de três vereadores afastados. Pedro Pepa (DEM) e Cirilo Ramão (MDB) conseguiram a suspensão dos processos que os apontavam em participação no suposto esquema de corrupção que originou a Operação Cifra Negra no final de 2018. Já Braz Melo (PSC) teve a pena por improbidade administrativa, enquanto ainda era prefeito de Dourados, prescrita.

O Midiamax conversou o presidente da Casa de Leis, Alan Guedes (DEM), que confirmou a cerimônia de posse dos três vereadores nesta segunda-feira. De acordo com ele, a Câmara irá acatar os documentos protocolados pelas defesas dos vereadores que se baseiam em ordem judiciais e dessa forma estão aptos para retomarem seus lugares.

Um dos documentos que o Midiamax teve acesso é dos vereadores Pepa e Ramão. Nele, o Gabinete da Câmara de Dourados diz que “em cumprimento a decisão do Desembargador Presidente do Tribunal de Justiça Paschoal Carmello Leandro determina a secretaria Legislativa que tome as medidas necessárias para posse dos vereadores”. As vagas deles foram ocupadas por Marcelo Mourão (PRP) e Marinisa Mizoguchi (PSB).

Vereador Braz Melo deve reassumir mandato (Thiago Morais)

No outro documento, em relação à Braz Melo, o gabinete da Câmara cita que “Considerando o reconhecimento pelo TRF 3 da prescrição da pena e publicação do inteiro teor da decisão, defere o pleito do vereador e convoca para posse na sessão desta segunda-feira”.

A vaga de Braz estava sendo ocupada por Lia Nogueira (PR), segunda suplente, que ficou no cargo até hoje.

 

Mais notícias