Vander aprova queda do decreto das armas e cobra projetos para gerar empregos

O deputado petista acredita que o armamento não é o caminho para resolver a violência no Brasil

O deputado federal sul-mato-grossense Vander Loubet (PT) afirmou nesta quarta-feira (19) ao Jornal Midiamax que aprova a decisão do Senado de derrubar o decreto presidencial que flexibilizava a posse de armas e também cobrou medidas para melhorar a economia do país e gerar renda para a população.

“Ao invés de ficar se preocupando em armar a população, o Governo deveria estar formulando e implantando políticas efetivas para a retomada do crescimento econômico e da geração de empregos”, critica o deputado, que está em seu quinto mandato.

Vander também adianta que seguirá a bancada petista no Senado e votará a favor da derrubada do decreto das armas. “Entendo que o problema da violência no Brasil não se resolve pelo caminho do armamento, afinal, estamos falando de uma questão que é muito mais complexa do que esse discurso pró-armas faz parece”, finaliza.

A votação no Senado aconteceu nesta terça-feira (19), terminando com resultado de 47 a 28. Um desses 47 votos foi de Simonet Tebet (MDB), uma dos três senadores de Mato Grosso do Sul. Já Nelsinho Trad (PSD) e Soraya Thronicke (PSL) votaram a favor do decreto, que agora vai para análise da Câmara Federal.

Mais notícias