Simone Tebet diz que não tentará reeleição para liderança do MDB no Senado

Senadora de MS ainda está no páreo da disputa pela presidência da Casa

Senadora Simone Tebet. (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)

A senadora sul-mato-grossense Simone Tebet, líder do MDB no Senado, afirmou que não vai disputar a reeleição ao cargo. No entanto, a parlamentar ainda é cotada para concorrer à presidência da Casa. A primeira reunião da bancada para discutir estes assuntos foi marcada para o próximo dia 29.

A senadora divulgou essas informações em sua conta pessoal no Twitter, na quinta-feira (17). “A alternância na ocupação de espaços deve estar na essência de um partido, especialmente do partido que traz as ideias de Movimento e de Democracia gravadas no próprio nome”, justificou.

Simone também agendou para dia 29 de janeiro uma reunião para definir quem será o candidato que irá concorrer à presidência do Senado. Normalmente, os senadores chegam a um acordo em consenso, sem necessidade de votação. No mesmo dia, será decidido o nome do próximo líder da bancada na Casa.

Na última quarta-feira (16), o senador Dário Berger publicou em suas redes sociais o interesse em assumir a liderança. Disse que formalizaria a candidatura assim que a atual líder do partido afirmasse que não buscaria a reeleição. O que acabou se confirmando.

Dentro do MDB, o principal concorrente de Simone ao comando do Senado é o ex-presidente da Casa Renan Calheiros, que tem articulado sua candidatura nos bastidores, embora não tenha anunciado seu nome publicamente.

Tasso Jereissati (PSDB-CE), Major Olimpio (PSL-SP), Davi Alcolumbre (DEM-AP), Alvaro Dias (Podemos-PR) e Esperidião Amin (PP-SC) são os outros nomes na concorrência.

Mais notícias