Publicidade

Renato Câmara descarta aliança com Délia pela Prefeitura de Dourados

Deputado criticou atual gestão da cidade e diz que faria "tudo diferente" caso eleito

Cotado para ser o candidato à Prefeitura de Dourados pelo MDB, o deputado estadual Renato Câmara descarta qualquer possibilidade de compor uma aliança com a atual gestora da cidade, Délia Razuk (PR). O parlamentar não confirma que os emedebistas terão um nome na disputa, mas diz que não cogita compor chapa com Délia por “algumas inconsistências na gestão dela”.

“É um projeto que não está funcionando. A Délia não está conseguindo avançar em pautas importantes para a cidade. Não está resolvendo a questão da desburocratização e no próprio cidade com a cidade”, criticou Câmara em entrevista durante a sessão desta quarta-feira (15).

Uma reunião na sede do MDB em Campo Grande entre membros da executiva regional, na última segunda-feira (13), definiu a estratégia do partido para as eleições de 2020, com a decisão de que vai ter candidatura própria na Capital.

Ainda sobre Dourados, Câmara afirmou que em uma eventual gestão emedebista na cidade faria “tudo diferente” do que está sendo feito agora. Tendo como foco no controle de gastos, o zelo pela cidade, investimento em cultura e ações que atendam agendas da juventude, esporte e pequenos produtores, principalmente em relação à produção de alimentos orgânicos.

Mais notícias