“Quem venceu foi o PSDB”, diz Beto ao renunciar à reeleição

Deputado desistiu de disputar reeleição em nome do consenso partidário

“Aqui não tem vencidos. Quem venceu foi o PSDB”, afirmou o deputado federal Beto Pereira (PSDB) sobre a disputa pelo diretório regional do partido em Mato Grosso do Sul. Atual presidente, ele havia manifestado intenção de disputar a reeleição, mas teve os planos atrapalhados pela deputada federal Rose Modesto (PSDB), que também pleiteava o cargo.

Na tarde desta segunda-feira (22), foi anunciado o nome do Secretário de Articulação Polícia Sérgio de Paula para resolver o impasse. Ele será o único candidato na eleição do diretório que será realizada das 8h às 11h do dia 4 de março.

Para Beto, a postura que teve com Rose pelo consenso foi uma “uma atitude de fazer com que o partido continue crescendo sem celeuma, sem perdedores”. A deputada havia manifestado interesse na disputa alegando que havia cedido lugar para ele na eleição anterior.

Mas, Beto negou que tenha feito qualquer acordo para ceder lugar desta vez. Segundo ele, a reeleição é garantida por estatuto. Como nenhum dos dois queria ceder, a escolha foi uma terceira via. Contudo, o parlamentar ressaltou que assim como anteriormente, não há nenhum compromisso com eleições futuras.

Conforme o deputado, prevaleceu projeto do partido em detrimento dos interesses pessoais. “Decidimos pelo consenso “para não ter vencido e vencedor; ungido e preterido”, declarou.

Ele elogiou ainda o nome de Sérgio de Paula dizendo tratar-se de alguém que tem diálogo com secretários, deputados, prefeitos, vereadores e “com todos os membros do partido”. Segundo ele, lideranças foram ouvidas e todos concordaram com a escolha.

2020

Sobre a disputa eleitoral do próximo ano, Beto disse que ainda é cedo para bater o martelo. Ele defende que a discussão seja feita mais próxima do pleito, para entender o sentimento do eleitorado e avaliar qual o melhor projeto para Campo Grande.

Mais notícias