PRB vê oportunidade para crescer e concorda com redução de partidos prevista por Zeca

Presidente da sigla em MS destaca que bancada é maior que a do PSDB, PDT e DEM

Após o ex-governador Zeca do PT afirmar que as novas regras para formação de chapas com candidatos ao Legislativo vão reduzir o número de partidos existentes atualmente, o presidente regional do PRB, Wilton Acosta, disse concordar em partes com a fala do petista e vê oportunidade de crescimento para o seu partido.

Em entrevista ao Jornal Midiamax, Zeca declarou que com a obrigatoriedade de chapa pura nas proporcionais, muitos partidos devem deixar de existir, citando inclusive o PRB, e a política partidária nacional deve se polarizar em quatro ou cinco siglas.

Wilton concorda que o número de partidos deve diminuir a partir da nova legislação, entretanto, coloca o PRB fora do grupo popularmente chamado de ‘nanicos’. “Começamos com um deputado, depois fomos para seis, 11, 21 e agora temos uma bancada federal com 31 deputados. É maior que a do PSDB (30), PDT (27) e DEM (28)”, frisa.

De fato, atualmente o PRB tem a 7ª maior bancada da Câmara dos Depurados, que conta para a distribuição do fundo partidário, atrás apenas da bancada do PSB (32), SD (36), PL (antigo PR, com 39), PSL (54), PT (54) e o bloco formado por PP, MDB e PTB, que soma 85 deputados federais.

Além disso, o líder do PRB em Mato Grosso do Sul opina que a nova legislação foi feita para reduzir o número de partidos, mas que a sigla está com “bastante perspectivas”, afinal, é um das poucas que gradativamente vem crescendo.

“Estamos bastante animado, preparados para a eleição. Sobre a redução de partidos o Zeca tem razão, vai diminuir grande parte dos partidos, principalmente os menores. Essa é a oportunidade para consolidar PRB como um dos maiores partidos da nação”.

Wilton, que foi chefe da Funtrab (Fundação do Trabalho) na primeira gestão de Reinaldo Azambuja (PRB) mas apoiou o Juiz Odilon para governador nas eleições de 2018, lidera o partido ligado ao evangélicos e que, no Estado, conta com deputado estadual Antônio Vaz, eleito ano passado, e dois vereadores em Campo Grande.

Mais notícias