Parlamentares do PSL dizem que protesto é primeiro grande ato de apoio a Bolsonaro

Deputados e senadora fizeram uso do trio à disposição durante ato

Os parlamentares sul-mato-grossenses do PSL estão presentes em meio as mais de duas mil pessoas que estão reunidas em frente ao MPF-MS (Ministério Público Federal de Mato Grosso do Sul) em ato a favor das pautas propostas pelo atual governo e demonstrando total apoio para presidente Jair Bolsonaro (PSL).

O deputado federal Loester Trutis (PSL) afirmou que o manifesto é uma das “grandes demonstrações de apoio que Bolsonaro terá das ruas”. De acordo com o parlamentar, se houver necessidade, “o povo vai às ruas de novo”.

Deputado federal, Trutis também esteve presente no ato. (Foto: Marcos Ermínio)

Trutis ressalta a importância da população de se cobrar os parlamentares. “Cobrar os parlamentares nas pautas de interesse da nação. Cobrar na rua, na padaria, no congresso, nas redes sociais. O povo tem que mostrar a insatisfação contra a postura dos políticos”, diz o deputado em relação aos companheiros que votaram contra uma medida provisória.

Soraya Thronicke (PSL), que fez uso do trio que estava no ato, destacou que o “o povo como um todo está insatisfeito com a política”, e que a renovação no senado foi apenas uma ilusão, onde a senadora destaca que dos 54 parlamentares, apenas 9 são “gente como a gente”.

“Foco é pressionar os partidos e os políticos que se elegeram na aba do Bolsonaro”, disse a senadora em relação ao manifesto da tarde deste domingo.

O deputado estadual e eleito com maior número de votos na eleição do ano passado, Capitão Contar reforçou o discurso de que o manifesto é uma “demonstração de patriotismo, fidelidade e organização de que o brasileiro está cansado da velha política”.

Contar ainda pede para que a população não deixe de cobrar as atuações dos políticos e que para isso, o povo é a caixa de ressonância. “O povo unido é muito mais forte”, disse o deputado estadual que estava como cidadão.

Em meio à multidão e aos parlamentares do PSL, estava o deputado estadual João Henrique Catam (PR). Ele explica que foi como cidadão e que estava entusiasmado com o manifesto, que de acordo com o deputado, “é uma festa de democracia, onde o manifesto é organizado, ordeiro e limpo”.

Capitão Contar prestou continência após discursar em trio. (Foto: Marcos Ermínio)

Para o parlamentar, as pautas em discussão e que estão sendo apoiados pela população neste 26 de maio, são pautas que vão contribuir para a reformulação do pátio federativo. “É o primeiro recado das ruas que são a favor das pautas que o Bolsonaro vem fazendo”, destacou.

Os parlamentares em geral repudiaram os pedidos mais extremistas que pediam o fechamento do STF e do Congresso Nacional. “Todo discurso cabe na democracia e esses discursos extremistas representam a minoria, mas apesar disso, o peso da maioria vai sempre prevalecer”, avaliou Trutis.

Mais notícias