Para presidente do PSL, ‘mulher não tem vocação para política’

Sobre os R$ 400 mil usados em campanha de 'fachada', Bivar diz 'não ter sido consultado'

Durante entrevista à Folha, Luciano Bivar, presidente nacional do PSL (Partido Social Liberal) disse que, em sua visão, mulher não tem vocação para a política.

Bivar disse ainda que é contra a regra de cota em vigor, que determina 30% das vagas paras mulheres. “ A política não é muito da mulher. Eu não sou psicólogo, mas eu sei disso”, diz. Em relação ao repasse de R$ 400 mil de dinheiro público a uma candidatura de ‘fachada’, o presidente do PSL informou não ter sido consultado sobre o assunto.

Questionado sobre a secretaria do partido, Maria de Lourdes Paixão, que obteve 274 votos, mesmo recebendo a terceira maior parte da verba do PSL, Bivar negou que a mesma seja laranja e defendeu que o dinheiro foi usado dentro da legalidade.

Mais notícias